quarta-feira, 5 de julho de 2017

O que homem faz no carro


O QUE HOMEM FAZ NO CARRO





  • S
  • E
  • X
  • O
  • !
  • !
  • !
Um homem casado estava na área gourmet do nosso prédio e como só havia nós dois neste final de tarde de sábado eu aproveitei e me aproximei e puxei conversa. Eu já havia deparado com ele umas vezes no elevador e, assim, acho que não éramos estranhos um para o outro.

Eu tinha absoluta certeza de que ele tinha conhecimento que eu era viado pois uma vez ele desceu fardado no elevador e quando o elevador parou no meu andar e eu entrei dei de cara com aquela delícia de farda de policial militar. Caralho!!! Eu entreguei a minha bichice de bandeja para ele mas, juro, soltei a franga mas foi sem querer!

Acontece que ao ver aquele macho grandão e forte de farda eu fiquei em choque e aí a primeira coisa que fiz foi olhar para o rosto dele e a segunda... bem, a segunda coisa... foi abaixar os meus olhos e encarar a braguilha dele. Você sabe, as calças de farda de policial militar geralmente são apertadas e fica com a possibilidade da gente ver um certo volume interessante lá. Eu fui checar o volume na calça dele e quem procura acha! Volumão tesão!!!!

Resultado é que ele que não é bobo sacou que eu gostava de piroca. Tentando disfarçar eu disse um bom dia e me virei na direção da porta e fiquei congeladinho até chegar no térreo. A gente que mora em prédio cruza com os demais moradores só que com ele eu não esperava que fosse logo e eu fiquei aliviado por ele ter aberto espaço para ficar papeando e o fato de estar passando jogo do Galo (Galo = Clube Atlético Mineiro) na televisão deixava ele bem animado.

Futebol é coisa de macho, né, então quem poderia supor que na metade do primeiro tempo eu já estava armando um jeito de convidar ele para bater um bolão na minha bunda. Ele tinha trazido um pack de cerveja em lata e me ofereceu e eu, claro, aceitei. E nisso o Cruzeiro fez o primeiro gol e eu zoei muito ele. Detalhe, não sou cruzeirense, não entendo nada de futebol e falei que era Zêro (Zêro = Cruzeiro) só pra fazer azaração. E acabou o primeiro tempo.

Ele queria mijar no banheiro alí perto e antes dele ir eu falei que eu ia no meu apartamento pegar umas latinhas mas na verdade eu estava indo é pegar camisinha e lubrificante e fazer a chuca. Quando voltei já ia começar o segundo tempo e, enfim, quando o Galo fez três gols e virou o jogo ele ficou exultante. Disse que eu tinha me fudido. E eu na brincadeira disse que não estava fudido coisa nenhuma mas poderia ficar... só depende de você!

Para minha surpresa ele respondeu eu não sou gay mas quero comer seu cuzinho. Pelo visto a cerveja além de ter deixado ele altinho e mais desinibido deixou ele com muito tesão. E ele enfiou a mão no bolso da bermuda e tirou a chave da SUV dele e me falou que ia comer meu butão no carro dele lá na garagem. Ao chegarmos na garagem as luzes se acenderam e fomos pro carro dele que inclusive tinha película escura nos vidros. Ele apertou a chave eletrônica e o carro fez dois barulhos de apito e piscou as luzes. E meu cú aproveitou para também dar uma bela duma piscadinha.

Lá dentro do carro ele sentado no lado do motorista só abaixou a bermuda e a cueca e disse para eu tirar meu short e cueca e vir sentar na rola dele. Enquanto eu ia me posicionando na rola dura e empinada dele, as luzes da garagem se apagaram e ficou bem escurinho fora e dentro do carro. Estranhei por ele não colocar camisinha mas tudo bem e fui cavalgar na pistola dele. Segurei no banco do motorista e eu só ia abaixando e levantando, abaixando e levantando na pica dele. No começo doeu porque o maludo tinha pau grosso de uns 16 centímetros e só deu tempo de eu passar o gel no meu rabo.

Ele me rasgava até o pau parar no fundo do meu cú e deslizava o pau para fora e socava de novo, isto umas centenas de vezes até que gozou. Então tirou o pau de dentro de mim e mandou eu colocar logo a cueca e o short porque não podia ter resquício de porra minha caída no carro dele. Ele enfiou a mão na minha direção e ele mesmo abriu a porta do passageiro e disse vaza antes que apareça alguém. Ao caminhar na direção do elevador as luzes se acenderam e fiquei aguardando e na demora as luzes se apagaram.

Quando o elevador chegou e eu entrei as luzes da garagem ainda continuavam apagadas, sinal de que meu macho ainda continuava dentro do carro. Enquanto o elevador subia meu cú relaxou e a porra dele vazou do meu cú e melou a cueca e até escorria na minha perna. O cheiro de porra inundou o elevador e por sorte não entrou mais ninguém até o meu andar. Foi bom, foi divertido e eu estava satisfeito de ter deixado um marido feliz e ter deixado meu cú feliz.






1














2













3














4














5














Vídeo 1 - 1 min 58 s - 8,81Mb







6
















7




















8

















9


















10














Vídeo 2 - 1 min 52 s - 8,52 Mb







11














12














13















14






















15






















Vídeo 3 - 1 min 29 s - 6,62 Mb







16















17
















18

















19


















20
















Vídeo 4 - 1 min 58 s - 13,8 Mb







21















22














23
















24















25














Vídeo 5 - 1 min 14 s - 6,45 Mb







26


















27














28














29














30















31


















32














33





















34














35















36


















37














38


















39














40














41

















42





















43
















44














45




QUAL A SACANAGEM QUE VOCÊ FEZ NO CARRO???











Um comentário: