terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Pau na boca de homem


PAU NA BOCA DE HOMEM





Quão frequentemente o gay chupa um pau? Infelizmente não há dados estatísticos que respondam à esta questão, contudo podemos afirmar que gays, bissexuais e heterossexuais liberais o fazem a fim de liberar a tensão sexual com a frequência que atende à necessidade e a oportunidade de cada um.


O sexo oral, sem dúvida, é uma prática comum em homens que gostam de homens. Não vou entrar no sexo oral que ocorre entre homem e mulher porque este site é voltado o público de homens que gostam de homens e até porque de mulher eu não entendo porra nenhuma! Sei e gosto mais de cálculo diferencial!


Basicamente um homem chupa o pau de outro homem, ou em outro ponto de vista, um homem gosta de dar seu pau para outro homem chupar, porque é uma sensação física prazerosa e gratificante. Estimulante e ao mesmo tempo relaxante.


Homens tem estranhos desejos no que diz respeito ao seu pau e tudo leva a crer que o cérebro com todo o seu racionalismo e moral nem sempre consegue controlar a vontade de pau na boca. Pau na boca é uma dessas rebeldias e contravenções da ordem social, cultural, religiosa etc que o homem que gosta de homem está sujeito a realizar.


Pau na boca às vezes acontece mediante pagamento, talvez porque não haja algum amigo ou parente próximo para realizar o serviço ou talvez seja conscientemente estipulado se pagar em dinheiro a fim de manter a discrição e a impessoalidade. Pense sobre isto da seguinte forma: uma vez se tratando de uma compra de um serviço nenhuma das partes tem à posteriori que falar sobre o que aconteceu.


O pagamento pelo boquete por si põe uma pedra sobre o assunto. O pagamento por sexo pode ser uma forma fácil de dar um "delete" num mundo onde o sexo é só mais um artigo de consumo que se descarta e depois se compra de novo. Carpe diem.


Eu acho que ser chupador de rola ou ser um homem que gosta de ter a rola chupada para homens solteiros é mais fácil do que para homens casados. Sim, porque muitos homens casados não veem problema para a sua masculinidade de fazer ou receber boquete. O problema dos homens casados que é que precisam ter cuidado. Quando eles tem vontade de chupar um pau ou fazer um outro homem chupar sua pica é fazer isso com segurança e discrição.


Homens casados, assim como bissexuais e gays que não querem que a sua situação sexual com outros homens se espalhe estão decididos a que ninguém saiba ou discuta sobre isso. Se há algum risco vão preferir ir assistir pornografia na Internet (se assim for, visitem BEAGA24, por favor!!!). Esses homens querem apenas sexo e depois esquecer! Não querem opiniões e julgamentos por parte das pessoas!


O "blowjob" é uma urgência e sendo assim nem sempre se consegue avaliar bem o "timing" e acontecem situações embaraçosas, até inusitadas. Conta para nós a sua experiência. E diga para nós a quantidade de boquete que fez... ...e outras sacanagens ha ha ha. Forte abraço!






video
Vídeo 1 - 3 min 45 s - 15,7 Mb






Boquete 1

Boquete 2

Boquete 3






video
Vídeo 2 - 2 min 1 s - 13,3 Mb






Boquete 4

Boquete 5

Boquete 6






video
Vídeo 3 - 1 min 2 s - 23,0 Mb






Boquete 7

Boquete 8

Boquete 9






video
Vídeo 4 - 10 min 40 s - 52,3 Mb






Boquete 10

Boquete 11

Boquete 12






video
Vídeo 5 - 3 min 3 s - 20,2 Mb






Boquete 13

Boquete 14

Boquete 15






video
Vídeo 6 - 4 min 31 s - 18,6 Mb






Boquete 16

Boquete 17

Boquete 18






video
Vídeo 7 - 1 min 22 s - 6,55 Mb






Boquete 19

Boquete 20

Boquete 21






video
Vídeo 8 - 8 min 44 s - 90,8 Mb






Boquete 22

Boquete 23

Boquete 24

Boquete 25






video
Vídeo 9 - 1 min 17 s - 8,21 Mb






Boquete 26

Boquete 27

Boquete 28






video
Vídeo 10 - 1 min 37 s - 10,7 Mb






Boquete 29

Boquete 30

CHUPA
MINHA
PICA!






Comment it, please







Making Love Out Of Nothing At All


written and composed by Jim Steinman and first released by Australian Air Supply, 1983


I know just how to whisper
And I know just how to cry
I know just where to find the answers
And I know just how to lie
I know just how to fake it
And I know just how to scheme
I know just when to face the truth
And then I know just when to dream
And I know just where to touch you
And I know just what to prove
I know when to pull you closer
And I know when to let you loose
And I know the night is fading
And I know the time's gonna fly
And I'm never gonna tell you everything I've gotta tell you
But I know I've gotta give it a try
And I know the roads to riches
And I know the ways to fame
I know all the rules and then I know how to break 'em
And I always know the name of the game
But I don't know how to leave you
And I'll never let you fall
And I don't know how you do it

Making love out of nothing at all
Out of nothing at all, out of nothing at all
Out of nothing at all, out of nothing at all
Out of nothing at all
Making love out of nothing at all

Everytime I see you all the rays of the sun are
Streaming through the waves in your hair
And every star in the sky is taking aim at
Your eyes like a spotlight
The beating of my heart is a drum, and it's lost
And it's looking for a rhythm like you
You can take the darkness from the pit of the night
And turn into a beacon burning endlessly bright
I've gotta follow it 'cause everything I know
Well, it's nothing 'til I give it to you
I can make the runner stumble
I can make the final block
And I can make every tackle at the sound of the whistle
I can make all the stadiums rock
I can make tonight forever
Or I can make it disappear by the dawn
And I can make you every promise that has ever been made
And I can make all your demons be gone
But I'm never gonna make it without you
Do you really want to see me crawl
And I'm never gonna make it like you do

Making love out of nothing at all
Out of nothing at all, out of nothing at all
Out of nothing at all, out of nothing at all
Out of nothing at all, out of nothing at all
Out of nothing at all, out of nothing at all
Out of nothing at all, out of nothing at all
Out of nothing at all, out of nothing at all
Out of nothing at all, out of nothing at all
Out of nothing at all
Out of nothing at all, out of nothing at all
Out of nothing at all, out of nothing at all



2 comentários:

  1. Me conheço como gay desde os 10 anos de idade e não saberia precisar quantas vezes chupei e quantas fui chupado e confesso trepar sem antes chupar e como comer macarrão sem queijo. Chupar é tudo de bom eu chego a gozar imenso o tesão que sinto quando dou um trato em uma fila dura e gostosa. Vivo com um cara é bebo até a última gota da porta dele. E viva os caralhos!

    ResponderExcluir
  2. Sou casado com mulher mas de vez enquanto faço mamada a macho....e adoro fazer.

    ResponderExcluir