quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Enrabando cú de mulher

ENRABANDO CÚ DE MULHER



Não há ainda um estudo estatístico comprovando a prática do sexo anal entre homem e mulher mas estima-se que 11% dos homens heterossexuais (e bissexuais) praticam o sexo anal com parceira mulher. Alfred Kinsey em 1948 descobriu que 54% dos homens com idade até 19 anos já tinham metido o pau num cú de mulher, sendo assim os restantes 46% fuderam cú de mulher após os seus 20 anos de idade. Pode-se imaginar e até afirmar que esses números cresceram muito após a década de 1960 com o evento da chamada Revolução Sexual que aconteceu no mundo ocidental. Entre homens casados a frequência de fudeção de cú de mulher é de 3 vezes por mês para homens com idade de até 30 anos e os homens na faixa de idade de 30 a 40 anos a frequência de fuder cú de mulher é de 2 vezes por mês. Homens casados com idade acima dos 50 anos comem cú de mulher uma vez por mês. Ainda de acordo com essa pesquisa feita em 1948 revelou-se que 18% dos homens gozaram em menos de 5 minutos após terem enfiado o pinto no cú da esposa. A maioria dos homens casados que fodem o cú da sua esposa, 48%, gozam uns 5 a 10 minutos depois de terem começado a começão do cú da esposa. Já 23% demoraram a gozar depois de 10 minutos de meteção no cú da esposa. Por fim 11% dos homens casados que curtem fazer sexo anal com suas esposas não gozaram com a prática do sexo anal, podemos pensar que gozaram por alguma outra prática, talvez masturbando sobre o corpo da esposa, ou na boca da esposa, sei lá, quem sabe? Se você é um homem casado que tal nos contar a sua experiência? Enquanto não aparece novas estatísticas estamos contando com a sua participação para saber mais sobre homem enrabando cú de mulher, vai, diz aí o seu comentário!



Anal #1
Enrabada No. 1






Anal #2
Enrabada No. 2







Anal #3
Enrabada No. 3






Anal #4
Enrabada No. 4







Anal #5
Enrabada No. 5






Anal #6
Enrabada No. 6







Anal #7
Enrabada No. 7






Anal #8
Enrabada No. 8








Vídeo 1 - 20 min 38 s - 11,4 Mb







Anal #9
Enrabada No. 9






Anal #10
Enrabada No. 10







Anal #11
Enrabada No. 11






Anal #12
Enrabada No. 12







Anal #13
Enrabada No. 13






Anal #14
Enrabada No. 14







Anal #15
Enrabada No. 15






Anal #16
Enrabada No. 16







Vídeo 2 - 3 min 49 s - 16,0 Mb







Anal #17
Enrabada No. 17






Anal #18
Enrabada No. 18







Anal #19
Enrabada No. 19






Anal #20
Enrabada No. 20







Anal #21
Enrabada No. 21






Anal #22
Enrabada No. 22







Anal #23
Enrabada No. 23






Anal #24
Enrabada No. 24








Vídeo 3 - 3 min 20 s - 14,0 Mb







Anal #25
Enrabada No. 25






Anal #26
Enrabada No. 26







Anal #27
Enrabada No. 27






Anal #28
Enrabada No. 28







Anal #29
Enrabada No. 29






Anal #30
Enrabada No. 30







Anal #31
Enrabada No. 31







Anal #32
Enrabada No. 32








Vídeo 4 - 11 min 17 s - 36,5 Mb







Anal #33
Enrabada No. 33






Anal #34
Enrabada No. 34







Anal #35
Enrabada No. 35






Anal #36
Enrabada No. 36







Anal #37
Enrabada No. 37






Anal #38
Enrabada No. 38







Anal #39
Enrabada No. 39







Anal #40
Enrabada No. 40








Vídeo 5 - 5 min 20 s - 17,4 Mb








domingo, 25 de janeiro de 2015

Pacote


PACOTE



Ao passar pela porta do Carrefour eu já tinha todo o trajeto por onde passaria para minhas compras mas algo aconteceu e eu perdi o rumo.
Um cliente na fila do caixa próximo à entrada do supermercado exibia um belo volume na calça e eu me imaginei indo até a ele e agarrando o seu pau como se isso fosse possível e a coisa mais natural que poderia acontecer.
Eu dissimulei que o olhava embora ele não estava olhando para mim e atrasei o passo de modo que eu pudesse apreciar toda a sua sensualidade.
Essa "amostra grátis" no Carrefour ficou gravada na minha mente e resolvi fazer essa postagem sobre "bulge" e "freeballing".



Bulge #1
Pacote No. 1


Bulge #2
Pacote No. 2


Bulge #3
Pacote No. 3


Bulge #4
Pacote No. 4


Bulge #5
Pacote No. 5


Bulge #6
Pacote No. 6



Vídeo 1
1 min 35 s
4,09 Mb



Bulge #7
Pacote No. 7


Bulge #8
Pacote No. 8


Bulge #9
Pacote No. 9


Bulge #10
Pacote No. 10


Bulge #11
Pacote No. 11


Bulge #12
Pacote No. 12



Vídeo 2
1 min 50 s
5,55 Mb


Bulge #13
Pacote No. 13


Bulge #14
Pacote No. 14


Bulge #15
Pacote No. 15


Bulge #16
Pacote No. 16


Bulge #17
Pacote No. 17


Bulge #18
Pacote No. 18



Vídeo 3
4 min 35 s
13,4 Mb


Bulge #19
Pacote No. 19


Bulge #20
Pacote No. 20


Bulge #21
Pacote No. 21


Bulge #22
Pacote No. 22


Bulge #23
Pacote No. 23


Bulge #24
Pacote No. 24



Vídeo 4
2 min 17 s
9,76 Mb


Bulge #25
Pacote No. 25


Bulge #26
Pacote No. 26


Bulge #27
Pacote No. 27


Bulge #28
Pacote No. 28


Bulge #29
Pacote No. 29


Bulge #30
Pacote No. 30



Vídeo 5
4 min 13 s
11,4 Mb


Mas ereção na calça você pensa que é só para quem está vivo?
No Cemitério Père Lachaise, em Paris, está o túmulo de Victor Noir e há uma estátua de bronze sobre o túmulo, em tamanho natural.
Na sepultura, esta estátua retratando o cadáver, há um aparente e inescusável volume na calça comprida, denunciando o órgão genital em ereção.
Esta parte da calça está lustrada, simplesmente de tanto passarem a mão na parte da virilha o bronze está polido e chega a brilhar.
Realmente é a glória suprema morrer e ter no túmulo o pau duro por toda a eternidade!
E o pau duro ficar à disposição para quem quiser apreciar visialmente... ...e pelo tato!



A imagem de fundo é uma pintura denominada Sunrise
de autoria de George Quaintance (1902 – 1957)