O que você achou desta postagem?

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Chupa meu cú


CHUPA MEU CÚ



De acordo com uma pesquisa entre internautas gays e bissexuais chupar cú é feito 70% na primeira transa, então 30% não chupam cú logo na primeira transa. Um cuzinho limpinho e show de bola merece uma bela duma chupada, pra depois talvez levar umas estocadas de pau bem duro. Os homens que não chupam cú na primeira transa dizem que se conhecessem bem o parceiro chuparia sem problema o cú. Portanto vendo o cara pela primeira vez na vida não iam de jeito nenhum chupar o cú, porque trata-se de um cú desconhecido, mas certamente cairiam de boca se tivesse mais conhecimento, então poriam a boca no cú, sem problemas!


video
Vídeo - 4 min 59 s - 21,1 Mb


⇨ Chupada de cú No. 1:
Rim #1



⇨ Chupada de cú No. 2:
Rim #2



⇨ Chupada de cú No. 3:
Rim #3



⇨ Chupada de cú No. 4:
Rim #4



⇨ Chupada de cú No. 5:
Rim #5



Alguns homens não pensam duas vezes e apareceu a oportunidade partem para chupar o cú do parceiro sexual, seja ele ativo ou passivo. Se o cú estiver limpinho, cheiroso, gostoso, não tem como ser diferente, cruzou na área, é partir pra beijar o cú, sugar, passar a língua, empurrar a língua buraco adentro, cuspir nele, até enfiar o dedo. Tudo de bom ter um cú para fazer umas brincadeiras. Todo homem tem tesão de lamber um cuzinho e de ter seu cú mamado e lambido e a questão é mesmo considerar se vale a pena ou não porque são raros os homens que não adoram ter uma língua tilintando no cú.



⇨ Chupada de cú No. 6:
Rim #6



⇨ Chupada de cú No. 7:
Rim #7



⇨ Chupada de cú No. 8:
Rim #8



⇨ Chupada de cú No. 9:
Rim #9



⇨ Chupada de cú No. 10:
Rim #10



Todos os homens sentem prazer na região do cú porque é uma região muito sensível, só que poucos tem coragem de assumir. Até querem e gostam mas a inibição de pedir para que o parceiro aprecie seu buraco por talvez achar que isso é devassidão é algo que acaba por tirar essa prática da transa. A educação que o homem recebe desde criança interfere, talvez não seja um homem inibido, envergonhado, mas toda essa carga de informação recebida impede que ele realize suas fantasias. Não se trata de fazer sexo do jeito certo ou do jeito errado, penetração anal e sexo oral é certo e por a boca no cú do parceiro é errado. Isso é bobagem, se rola clima entre os parceiros, é claro que eles podem ousar fazer coisas diferentes na transa.



⇨ Chupada de cú No. 11:
Rim #11



⇨ Chupada de cú No. 12:
Rim #12



⇨ Chupada de cú No. 13:
Rim #13



⇨ Chupada de cú No. 14:
Rim #14



⇨ Chupada de cú No. 15:
Rim #15



Uma perturbação geralmente acontece com o homem que está curioso para experimentar em seu cú ou no cú do seu parceiro o "rimming" ou "cunete", que nada mais é do que colocar a boca no cú do parceiro e aí fazer certos movimentos. Como seria a forma certa de fazer se nunca fez antes, o que é preciso já saber, quais os detalhes importantes, a fim de evitar parecer estúpido e inexperiente e até mesmo aborrecer o parceiro? É o seguinte: não há nada a ser ensinado ou orientado, basta fazer e pronto, melhor ser uma surpresa para quem faz e quem recebe, faça do jeito que quiser e como pode! Fique despreocupado porque a sua língua vai certamente saber se comunicar com o cú do seu parceiro!



⇨ Chupada de cú No. 16:
Rim #16



⇨ Chupada de cú No. 17:
Rim #17



⇨ Chupada de cú No. 18:
Rim #18



⇨ Chupada de cú No. 19:
Rim #19



⇨ Chupada de cú No. 20:
Rim #20



Para o homem que faz o "rimming" pela primeira vez, isto é, ele coloca a língua no cú do parceiro ou recebe uma língua em seu cú, a sensação é agradável, de intenso prazer, a primeira coisa que se pensa é porque eu não fiz isso antes. Porque eu simplesmente não consegui imaginar que isso podia ser feito e que o sexo anal e o sexo anal era o mais longe que eu poderia ir com meu parceiro? Pode acontecer inclusive que homens 100% ativos, que jamais aceitariam um pau entrando no seu cú, ou sequer um dedo, percebendo como o parceiro se sente satisfeito e realizado com o "rimming" possam começar a querer, digamos assim, "retribuir o favor" e partir para experimentar uma linguada no rabo. Mas só superficialmente, sem a língua entrar cú adentro, porque homens ativos não querem nada empalando seu traseiro, mas uma língua quente e úmida roçando e deslizando, isso é bem possível, aceitável.



⇨ Chupada de cú No. 21:
Rim #21



⇨ Chupada de cú No. 22:
Rim #22



⇨ Chupada de cú No. 23:
Rim #23



⇨ Chupada de cú No. 24:
Rim #24



⇨ Chupada de cú No. 25:
Rim #25



A verdade é que depois que um homem sente a língua no cú ele começa a sentir falta dessa prática em suas relações sexuais, porque agora ele sempre vai querer o tempo todo sentir o poder que uma língua tem. Quando um homem quer ter uma transa bem feita muito provavelmente a língua no cú vai acontecer, naturalmente, sem necessidade de se perguntar ao parceiro se ele quer fazer, a busca por mais prazer acaba fazendo com que aconteça. A melhor parte dessa prática são os murmúrios, os gemidos de prazer de quem está tendo o cú chupado, mamado, lambido, roçado. Ouvir o cara gemer, grunir feito um cachorro sem dono, gritar e até derramar lágrimas, não tem preço! Mesmo com todos os tabus e riscos vale a pena uma língua no cú só pelo fato de ter essa parte dos gemidos, não há nada que dê mais tesão do que ouvir um cara gemendo por ter uma língua no seu cú!



⇨ Chupada de cú No. 26:
Rim #26



⇨ Chupada de cú No. 27:
Rim #27



⇨ Chupada de cú No. 28:
Rim #28



⇨ Chupada de cú No. 29:
Rim #29



⇨ Chupada de cú No. 30:
Rim #30



Nenhum comentário:

Postar um comentário