segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Lambedor de cú

LAMBEDOR DE CÚ

Eu nunca tinha ouvido falar que um homem punha a boca no cú de outro homem até que eu fiz 26 anos e aconteceu o chamado cunete ("rim") durante uma de várias transas que tive com um namorado. A primeira vez que ouvi ele me perguntar se ele podia lamber meu cú eu achei estranho essa atitude por parte dele, mas deixei. A partir desa primeira vez eu acho que fiquei viciado em ter o meu cú apreciado, bem como fico esperando que meu eventual parceiro sexual goste que eu faça o cunete nele.


Cú No. 1
Cú 1

Cú No. 2
Cú 2

Cú No. 3
Cú 3

Cú No. 4
Cú 4

Cú No. 5
Cú 5

Vídeo 1 - 1 min 27 s - 6,2 Mb


Antes de ter acontecido a minha primeira experiência de cunete eu achava que a relação sexual com um homem consistia básica e unicamente de boquete ("blowjob"), masturbação ("handjob") e penetração, além é caro de contatos físicos tais como beijos, abraços, passadas de mão, chupada e lambida nos mamilos, entre outras safadezas muito gostosas que podem ser feitas. Bom, você sabe, a vida de um gay ou de um bissexual é uma contínua e saudável liberdade de descobrir com o parceiro lugares de prazer.


Cú No. 6
Cú 6

Cú No. 7
Cú 7

Cú No. 8
Cú 8

Cú No. 9
Cú 9

Cú No. 10
Cú 10

Vídeo 2 - 0 min 43 s - 3,2 Mb


Para ser bem sincero no meu primeiro cunete eu fiquei tão surpreso, não é bem surpreso, diria mais fiquei assustado até onde o meu namorado iria fazer comigo, talvez coisas libertinas que ele já tinha feito antes com outro cara libertino. Por desconhecimento e preconceito quando a língua tocou meu cú eu senti que a língua dele estava quente e molhada mas também indefinida, perdida, incomodativa. Eu estava mais para não sentir nada do que para sentir tudo, enquanto imaginava o que será que ele sentia para ele gostar tanto de fazer isso em mim. Só depois de algum tempo é que eu comecei a sentir prazer, um vago prazer, e enquanto ele continuava o cunete em mim eu fiquei pensando que eu devia estar sentindo mais do que eu sentia.


Cú No. 11
Cú 11

Cú No. 12
Cú 12

Cú No. 13
Cú 13

Cú No. 14
Cú 14

Cú No. 15
Cú 15

Vídeo 3 - 1 min 35 s - 6,8 Mb


Eu achei que algo estava errado comigo, talvez o meu cú não fosse um bom cú por faltar algum nervo que transmitisse prazer mas então eu pensei quando um dedo ou um pau entra no meu cú, eu sinto muito prazer. Porque uma língua no meu cú parece não me dar prazer? Evidentemente, por algum bloqueio psicológico, eu estava impedindo que a nova experiência me desse prazer. Em vez de relaxar e gozar eu continuava pensando que não se deve por a boca no cú. É proibido. Quando cheguei em casa (nossa transa tinha acontecido num motel) eu refleti sobre o acontecido e me questionei o que há de errado de você fazer sexo com alguém que você gosta de estar junto? Dizem que entre quatro paredes vale tudo, então porque o meu embaraço e rejeição?


Cú No. 16
Cú 16

Cú No. 17
Cú 17

Cú No. 18
Cú 18

Cú No. 19
Cú 19

Cú No. 20
Cú 20

Vídeo 4 - 0 min 38 s - 2,8 Mb


Não obtive uma resposta de imediado, o anjinho brigou muito com o capetinha e o capetinha brigou muito com o anjinho, por cima de cada lado do meu ombro. Até que depois da tormenta vem a bonança e surgiu uma resposta: o sexo está no cérebro! Depois de anos da sociedade dizendo que sexo é algo sujo e pecado, como eu iria ficar ileso de algum tabú? Ainda mais eu sendo gay e não há uma prática sexual gay estabelecida, nós temos que copiar dos heterossexuais as práticas sexuais. Entre heterossexuais a gente está acostumado a ver filmes e vídeos de sexo e neles dificilmente há, até inexiste, o ato do cunete. Concluí que o cunete é um dos maiores tabus que existe quando se trata de sexo.


Cú No. 21
Cú 21

Cú No. 22
Cú 22

Cú No. 23
Cú 23

Cú No. 24
Cú 24

Cú No. 25
Cú 25

Vídeo 5 - 0 min 22 s - 1,7 Mb


Então é o seguinte: há um ponto G no cú, em sua superfície e internamente. Se você tiver um cérebro sem tabu você vai curtir esse tipo de sexo, do contrário, não vai curtir. Um cachorro passa na rua e dá uma cheirada no cú do outro cachorro, nenhum deles fica ofendido ou constrangido, porque não foi formado uma imagem cerebral negativa a respeito. Muitos gays e bissexuais estão praticando o cunete e isto devido ao fato de que eles descobriram que é divertido e agradável. Eles vão descobrindo a ampla dimensão da sexualidade humana, não ficam preso a estigmas desumanos que foram colocados como tijolinhos um a um em nós, nos limitando, nos separando da alegria e do prazer.


Cú No. 26
Cú 26

Cú No. 27
Cú 27

Cú No. 28
Cú 28

Cú No. 29
Cú 29

Cú No. 30
Cú 30


9 comentários:

  1. Que delicia, adoro uma lingua no meu rabo, tanto de homem como de mulher, no meu cu vale tudo.

    ResponderExcluir
  2. QUE TESÃO DA PORRA ADORO LAMBER UM CUZINHO DE MACHO..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. se vc for liso sem barba, vem mamar cu, tenho cu lisinho, 34a 195 90kg, branco rabudo skype fabiaorp@hotmail.com

      Excluir
    2. Lambe o meu
      Sou macho de verdade não afeminado
      igorfarma10@bol.com.br

      Excluir
  3. muito bom mesmo eu adoro ser linguado no meu cu,pena que meu namorado não curte to sentido muita falta.

    ResponderExcluir
  4. Eu adoro lamber um cuzinho liso ou peludao.Chupo pra valer mesmo. Aprecio SemModeração .
    Também curto que lamba o meu sou fã dessas putaria entre machos .
    Interesse chama no WhatsApp 11 987581933 . Só respondendo gente de São Paulo - SP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ow te mandei msg no whatsapp, sou viciado em boy xupador de cu,

      Excluir
  5. Adoro língua no cuzinho, gozo demais, pode ser homem ou mulher aproveitam
    igorfarma10@bol.com.br

    ResponderExcluir