quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Mala = Bulto = Bulge = Paquete


MALA = BULTO = BULGE = PAQUETE



Eu acho que você também gosta de ver aquele volume marcando a roupa de um homem. Há algo além de sensual nessa cena, talvez um certo jogo de sedução ou simplesmente uma provocação. Gostaria, peço sua licença, para aproveitar para contar o sonho que tive recentemente, não se trata de um sonho erótico. Geralmente esqueço o que sonho, mas vou tentar expor o que aconteceu o mais fielmente.


Mala 1


No Hotel Mont Blanc, diga-se o melhor, mais alto e mais caro hotel do centro da cidade de Brasília, acontece uma recepção somente para VIPs. A ex-embaixatriz da Espanha, Senhora Perpétua Friehuevos, recebe ilustres convidados, incluindo-se aí os políticos, militares, corpo diplomático, a intelligentzia e o high society, para anunciar o seu noivado com o Sr. Domingos Cançado, atualmente um Senador da república.


Mala 2


Durante toda a noite a movimentação dos convidados altivos e sorridentes denotavam a apreciação da união de Perpétua e Domingos, ambos celebridades costumeiras nas páginas de revistas sociais. Infelizmente o único filho de Perpétua, o jovem de 23 anos de nome Juan, não está presente à festa. Como se sabe, encontra-se ele na Espanha onde serve ao Exército, e que por questão de agenda foi impedido de comparecer.


Mala 3


A gerente do hotel, Stella, com sua expertise em grandes eventos, como num tabuleiro de xadrez, movimenta seus colaboradores e resolve os imprevistos, aliás, sempre exitosa. Eis que repentinamente a própria Perpétua adentra a sala da gerência e pede que Stella a ouça, em particular. Quando as duas estão a sós Perpétua entrega volumoso pacote e o dá, tudo de súbito. Mas Stella parece não estar de sobreaviso já que rapidamente pega o pacote e o guarda numa gaveta.


Mala 4


Perpétua avisa que dessa vez a quantidade de dinheiro dentro do pacote está em quantidade dobrada, por esta razão, exige que Stella retorne redobrado esforço no cumprimento do acordo que existe entre elas. Acrescenta que especialmente hoje a filha de Stella, Roseclair, de modo algum deve aparecer no hotel. Um grande esforço é exigido de Stella para que sua fisionomia não revele que isso não pode ser cumprido.


Mala 5


Acontece que Roseclair já está no hotel, numa sala contígua a da gerência, toda chorosa e muito magoada. Roseclair está sentada num pequeno sofá relutando para conter o seu pranto a fim de que suas lágrimas não molhem a criança de quase um ano de idade que tem em seus braços. Ela ficou abalada assim desde que recebeu em casa um telefonema de uma das camareiras dizendo que ela devia vir imediatamente, o mais rápido possível, para o Hotel Mont Blanc.


Vídeo #1 - 2 min 19 s - 9,8 Mb


Roseclair quase que foi encontrada por Perpétua, por pouco, questão de minutos. Por sorte Stella fizera sua filha, com o pequeno Sebastian, entrar na sala vizinha à da gerência. Fez isso uma vez que Stella não queria que os empregados do hotel vissem sua filha chorando, jamais pensaria que a ex-embaixariz sairia do Salão de Recepções para vir até a Sala da Gerência. Se Perpétua aparecesse minutos antes, Stella estaria em uma situação delicada.


Mala 6


Além de perder o emprego como resultado da vingança de Perpétua ela perderia a bem-vinda quantia em dinheiro que todo mês recebe para ficar calada e quieta. Stella é uma mulher forte, com seus 48 anos de vida passou por muitas dificuldades depois que seu marido morreu, faz uns 5 anos, e ainda teve o contratempo de sua filha de 21 anos tornar-se mãe solteira. Neste momento no qual está envolvida com a grande responsabilidade de gerir uma recepção e tem que atender à sua instável e descontrolada filha, consegue manter-se fria e racional.


Mala 7


Stella pretende conter tanto Perpétua quanto Roseclair, tudo e todos devem estar sob seu controle. Quando Stella conversa pacientemente com Roseclair ela diz para que esta se acalme, que vai fazer o que for possível para que ela seja feliz, o que faz Roseclair, sempre mimada e dependente da mãe, se conforme e fique descansando até que a festa acabe e a mãe a leve para casa. A calma dura até que uma camareira vem conversar com Roseclair. É a mesma camareira que tinha telefonado para ela.


Mala 8


Roseclair ao ouvir a camareira vai ficando cada vez mais emocionada, o que a faz cair num choro alto entrecortado de soluços. Apenas diz, repetidas vezes, "Meu filho merece conhecer o seu pai!". A camareira diz que concorda e que vai ajudá-la a realizar a sua vontade, pedindo que Roseclair se reaprume a a siga até a um quarto no décimo andar. Neste quarto há um hospede que se registrou com nome falso, um rapaz aparentando uns 23 anos, rapaz que mesmo sedado por um calmante, tem forças para chamar por uma tal Roseclair a todo instante.


Mala 9


A camareira ao entrar no quarto para trocar toalhas não deixou de ouvir o nome Roseclair, pelo que achou que não há tantas Roseclair no mundo, seria a sua amiga filha da gerente? Roseclair ao ouvir o relato da camareira pensou que só podia ser Juan, insistindo em que a camareira a levasse até o rapaz. Ambas foram até ao décimo andar e lá Roseclair e Juan se reconheceram, correndo um ao encontro do outro. Abraçaram-se, o pequeno Sebastian entre eles. Juan ao ver a criança sentiu imediatamente grande contentamento, ele era pai de um lindo menino!


Mala 10


Juan contou, com certa dificuldade de fala como resultado da mãe o ter obrigado a tomar calmantes, que Perpétua não sabia que tinha chegado ao Brasil, quando soube exigiu que ele viesse para o Hotel Mont Blanc e quando chegou um médico estava com sua mãe, sendo logo dopado e instalado neste quarto. A mãe não queria que saísse do quarto, voltaria quando pudesse, mas até agora não tinha voltado, achava mesmo que ela não viria, ela não trocaria o glamour da noite do seu noivado pela chateação de um filho repreensível.


Vídeo #2 - 2 min 31 s - 10,7 Mb


Roseclair entendeu a situação do seu amado, certamente Juan nunca quis deixá-la, a mãe dele era a responsável pela infelicidade de ambos. Roseclair não desconfiava, nem de longe, de que muita infelicidade era devida também a sua própria mãe. Depois de combinarem fugir para Torremolinos, cidade espanhola onde Perpétua ainda tinha uma mansão, o jovem casal achou que pelo menos deviam contar seus planos à Stella. Roseclair telefonou para a sala da gerência e pediu para falar com a mãe.


Mala 11


Stella não atendeu ao telefonema e nem mesmo foi avidada pelo atendente de que sua filha queria falar com ela. A recepção exigia total e exclusiva atenção de Stella, isso sabia seus colaboradores, pelo que estes não a interromperam com as excentricidades fúteis de sua filha. Enfim, o casal cansou-se de esperar no quarto e ambos desceram a fim de encontrar Stella e solicitar a ela que os ajudassem a continuarem juntos e irem para a Espanha. Esperaram na sala da gerência, uns 30 minutos depois Stella chegou.


Mala 12


Mal Stella os viu na sala um rompante de ódio e de desprezo passou por sua mente, aqueles dois infelizes estavam juntos? Tal como Scarlet O'Hara ela tinha jurado jamais passar fome na vida e a sua própria filha então estava trabalhando para a sua ruína? Um emprego em um hotel jamais possibilitaria a Stella manter o seu status social e o benefício de viagens ao exterior e o uso de marcas de griffe famosas. Nem pagar a garotos de programas para a satisfaziam sexualmente. E o seu vício em cocaína, que não saía barato, ficaria seriamente prejudicado se Perpétua fechasse o cofre.


Mala 13


Stella foi até a Juan e o cumprimentou, amavelmente, dizendo "como vai" e outras banalidades, fazendo com que tanto Juan quanto Roseclair se sentissem amparados e compreendidos. Ao saber o que queria dela Stella disse que os ajudaria, primeiro queria que Roseclair e Sebastian fossem para um táxi que ela pediria para os levarem até em casa, para pegar algumas roupas e coisas da criança. Enquanto Roseclair estivesse fazendo uma mala, Stella conversaria com Juan, daria dinheiro e adentraria outras providências. Roseclair se foi toda feliz e esperançosa.


Mala 14


Stella pediu para Juan aguardar um momento enquanto ela orientaria um copeiro, mas na verdade Stella foi ao encontro de Perpétua e contou tudo o que tinha acontecido. Perpétua telefonou para o seu médico de confiança e pediu para que ele viesse ao hotel e aplicasse novamente um sedativo em seu filho, só que dessa vez numa dose forte. Perpétua orientou Stella para que seu filho fosse retirado discretamente do hotel e fosse levado para uma clínica de recuperação de drogados, aquela que Perpétua tinha pago para Stella anos atrás.


Mala 15


A situação em que se encontrava Perpétua, a festa e o noivo que a queria sempre por perto, fez com que ela deixasse tudo para Stella resolver, mas ainda teve tempo contudo para ir a um canto do salão e telefonar para a clínica e dizer que estava internando o seu filho porque o rapaz estava em estado crítico. Confirmada a internação Perpétua deixou que Stella chamasse um táxi e ela orientou ao mototista, aliás motorista que tinha ponto na frente do hotel e eles já se conheciam, para que levasse o rapaz para a clínica. O rapaz iria sozinho, dormindo, no banco de trás e no destino ele teria o apoio de enfermeiros para o retirarem do taxi.


Vídeo #3 - 1 min 38 s - 7,1 Mb


Enquanto o táxi cruzava o Plano Piloto em direção à cidade satélite de Brumadinho Roseclair ultimava as malas. Nisso Stella disse para Roseclair que somente amanhã Juan e ela viajariam, que seria melhor que ela fosse dormir e acordasse bem descansada, ao que concordou com a mãe e foi dormir. O taxista de Juan corria na W3 Norte e acabou batendo em outro carro, o táxi não podia seguir em frente porque o air bag tinha insuflado, e logo apareceu uma viatura da polícia. O taxista explicou aos policiais que o jovem estava dormindo, mas os policiais desconfiaram. Juan foi trasladado para a viatura policia e levado, juntamente com o taxista, para uma delegacia.


Mala 16


Sem condições de reanimação Juan foi encaminhado a um hospital e foi algemado à cama, o taxista ficou na delegacia prestando esclarecimento. Concederam ao taxista o direito de telefonar e este telefonou para o hotel e pediu para Stella dizer o que precisava ser feito. Stella disse para ele não dizer nada, ficar calado, amanhã eu vou na delegacia e pago a sua fiança, esclareço que não foi sequestro ou qualquer delito, tudo ficará bem. E darei uma boa quantia a você, mais do que você ganha em um mês inteiro, se você colaborar comigo. O taxista fez o que ela mandou e o delegado não teve alternativa senão o enviar ao cárcere.


Mala 17


O plano de Stella era mandar sua filha em casa, impedindo que ela fosse ao encontro de Juan, bem como manter Juan internado indefinitivamente na clínica de recuperação de drogados. O dinheiro de Perpétua faria isso se tornar exequível, afinal todos sabem que no Brasil o dinheiro compra tudo. O que Stella não contava era que um paparazzo tinha seguido o táxi e tirado fotografias de Juan sendo retirado do táxi. E na edição da manhã seguinte o tabloide sensacionalista estampava na primeira capa a cena de um VIP saindo desacordado da festa e chegando a uma clínica de drogados. Escândalo!


Mala 18


Algum enfermeiro da clínica foi abordado pelo paparazzo e no tabloide saiu o nome de Juan e o de sua mãe Perpétua. Os empregados do hotel acabaram lendo a reportagem e contatam à sua chefe, Stella, que horrorizada e alucinada telefonou para Perpétua, contando em que pé estava a situação. E como o povo não inventa, só aumenta, a fofoca já estava percorrendo as casas mais simples e as mansões mais luxuosas do Distrito Federal. Congresso Nacional inclusive. Como o filho que estava na Espanha apareceu drogado em Brasília?


Mala 19


Jornalistas são insuportavelmente curiosos e acabaram descobrindo, com a ajuda dos funcionários do hotel, que Juan estivera hospedado com nome falso e aparentava estar hospedado contra a sua vontade. E certa camareira ligou a pessoa de Juan a de Roseclair e dai para os jornalistas estacionarem na frente da casa de Stella foi questão pouco tempo. Roseclair exigiu da mãe que a levasse até Juan, Stella não teve alternativa senão a filha iria até aos repórteres o que só pioraria a situação.


Mala 20


Roseclair e Sebastian chegaram na clínica, devidamente acompanhados de vários paparazzos, e ao sair do táxi foi uma luta para conseguirem passar entre eles para entrar na clínica. Um advogado ofereceu-se para ajudar Roseclair a retirar Juan, alegando que ele estava sob prisão compulsória, mas por mais explicações que Roseclair e seu advogado dessem, era impossível Juan receber autorização para sair. A clínica exigia a presença de Perpétua, inclusive para receber o pagamento pelos serviços prestados..


Vídeo #4 - 0 min 43 s - 3,2 Mb


Os repórteres quando souberam que a ex-embaixatriz e noiva de um senador viria, foram ao delírio. Roseclair, na sua engenuidade, contava tudo o que havia passado, desde o namoro com Juan numas férias na qual ele visitou o Brasil, até o dia em que trocaram juras de amor e acabaram dormindo em um motel. Em seguida Juan viajou para a Espanha e disse que a levaria posteriormente para morar com ele. Juan e Perpétua discordaram do destino que o moço queria para ele, e como ele não mais voltou ao Brasil, nem telefonava, nem mandava e-mail, Roseclair caiu em si. Ele descobriu que tudo havia sido uma brincadeira para o rapaz, ele tinha apenas se divertido com ela.


Mala 21


Juan estivera todo o tempo sob o jugo da mãe que o ameaçava por fora de casa e não dar nenhum dinheiro para ele. O que ele ganhava no Exército era insuficiente para manter uma família, portando, por covardia e por zelo, manteve-se longe de Roseclair, esperando dias melhores. Sofreu muito, emagreceu, ficou depressivo, ia suportado as exigências sempre maiores da mãe mas chegou a um ponto que o amor que sentia por Roseclair o fez voltar ao Brasil. Não imaginava, contudo, que aquela noite de amor, aquela única noite de amor, lhe daria um filho!


Mala 22


Um famoso jornal espanhol ofereceu a Juan e a Roseclair uma vultosa quantia pela história dos dois, ao qual aceitaram já que não tinham esperanças que tanto Stella quanto Perpétua os ajudassem em alguma coisa. Com o dinheiro compraram uma passagem de avião e foram para Valência, onde se hospedaram na cada da mãe de um amigo de Juan. Com a ausência do casal a imprensa brasileira colocou o foco em Stella e Perpétua. A imprensa acabou descobrindo que Stella e Perpétua haviam se conhecido numa casa de strippers em Madrid e tinham se tornado grandes amigas. Publicaram fotos tiradas pelas duas em Ibiza, Mikonos e outros points da moda.


Mala 23


Numa dessas viagens as amigas, Stella e Perpétua, conheceram o senador, quando ele voltava da Ilha de Jersey, onde ele descaradamente contou a elas que mantinha uma conta secreta com dinheiro desviado da construção do aeropoto internacional e do metrô de Brasília. Enfim, Domingos acabou se envolvendo com Perpétua e por conta de tantos segredos revelados não a podia mais deixar fora de sua vida. Na idade avançada que tinha, 75 anos, Domingos, uniu o útil ao agradável, afinal, como político em seu quarto mandato, sabia que é melhor ter amigos que inimigos.


Mala 24


Rapidamente, Stella e Perpétua, mais Domingos, foram até a principal rede de televisão e num programa de talk show contaram que estavam torcendo pela felicidade dos filhos e que a internação do rapaz foi devido a uma intoxicação alcoólica não intencional já que o rapaz é militar e normalmente não costuma beber champagne ou qualquer bebida espirituosa. As afirmações de Roseclair sobre intrigas de separação do casal eram infundadas, fruto de uma síndrome pós-parto da qual ela estava se tratando. Tudo não havia passado de um mal-entendido que foi equivocadamente explorado pela mídia.


Mala 25


Às custas de intervenção de poderosas forças ocultas a imprensa e os programas de TV pararam de falar sobre o caso e a população, que tem memória curta, esqueceu os acontecimentos. Agora todos estavam interessados em saber se aquele ator de novela é ou não é homossexual e se seu casamento era de fachada. Juan e Roseclair gostam de morar na Espanha e, por acordo feito com seus pais, a fim de dar vericidade ao que foi veiculado anteriormente, prometeram voltar ao Brasil no próximo carnaval. Um camarote especial será reservado no Sambódromo e as celebridades e principais políticos vão se encontrar, inclusive para comemorar, atrasado, o um ano de vida de Sebastian, fruto deste lindo amor.



Vídeo #5 - 1 min 12 s - 5,3 Mb


Nenhum comentário:

Postar um comentário