domingo, 16 de junho de 2013

Fodendo um cú apertado


FODENDO UM CÚ APERTADO



Em algum momento da vida um homem gay, ou bissexual, pode decidir que é hora de comer um cú, se este homem for ativo, ou que é hora de dar a bunda, no caso de ser um homem passivo. Essas classificações "ativo" e "passivo" não são muito exatas, isto porque um homem ativo em algum momento pode querer ser passivo, e um homem passivo pode querer atuar como ativo. 


video

Vídeo 1 - 3 min 7 s - 13,1 Mb


FOTO No. 1
Anal No. 1



FOTO No. 2
Anal No. 2



FOTO No. 3
Anal No. 3



FOTO No. 4
Anal No. 4



FOTO No. 5
Anal No. 5


Em geral o homem que gosta de homem acaba preferindo seguir um caminho de ser somente ativo ou ser somente passivo, contudo há alguns homens que são preferencialmente ativos, outros preferencialmente passivos. Poderíamos dizer que este tipo de comportamento seja aplicado aos homens gays, ou bissexuais, que se intitulam "versáteis". Alguns homens que gostam de homens em algum momento da sua vida podem querer dar a bunda, outros nunca a darão.


video

Vídeo 2 - 4 min 21 s - 18,2 Mb


FOTO No. 6
Anal No. 6



FOTO No. 7
Anal No. 7



FOTO No. 8
Anal No. 8



FOTO No. 9
Anal No. 9



FOTO No. 10
Anal No. 10


Embora homens passivos desejem ser penetrados pelo pau de um homem ativo estatísticas indicam que aproximadamente 14% dos passivos nunca tiveram a experiência de dar o cú, o que significa que 1 em cada 7 passivos nunca deram o cú. É um engano, então, achar que todo passivo dá a bunda. Talvez estes passivos "virgens" sejam mal-informados ou tiveram notícia ou foram educados que sexo anal é algo ruim, doloroso, sem segurança, ou seja simplesmente doido.


video

Vídeo 3 - Parte 1 - 5 min 14 s - 21,9 Mb

video

Vídeo 3 - Parte 2 - 5 min 44 s - 24,0 Mb

video

Vídeo 3 - Parte 3 - 5 min 46 s - 24,2 Mb


FOTO No. 11
Anal No. 11



FOTO No. 12
Anal No. 12



FOTO No. 13
Anal No. 13



FOTO No. 14
Anal No. 14



FOTO No. 15
Anal No. 15


Se um cara não quer ser fudido mesmo que seja com segurança e confortavelmente, tudo bem, é o seu direito, e nenhum ativo deve pressioná-lo para que ele dê a bunda. Fazer sexo anal, como ativo ou como passivo, é uma decisão pessoal, se não quer comer um cú ou se não quer dar a bunda, respeite-se a sua decisão. Alguns homens querem dar a bunda, ou comer uma bunda, mas têm algum bloqueio, de modo que com  muita paciência e prática da arte de ouvir (e de saber falar) as coisas podem mudar e o sexo anal acabar acontecendo.  


video

Vídeo 4 - 4 min 14 s - 17,7 Mb


FOTO No. 16
Anal No. 16



FOTO No. 17
Anal No. 17



FOTO No. 18
Anal No. 18



FOTO No. 19
Anal No. 19



FOTO No. 20
Anal No. 20


Como cada homem tem o seu ritmo é preciso gastar algum tempo nos preparativos que antecedem o sexo anal, somente poucos gostam de penetrar ou ser penetrados "instantaneamente", e se assim agem ou por falta tempo ou por dinheiro estar envolvido, estes são os dois fatores principais que indicam a urgência da penetração. Em geral o sexo anal requer que os parceiros se sintam relaxados e com algum nível de confiança e cumplicidade um para com o outro. Pelo menos seria bom que fosses assim, mas em defesa da diversidade, se não for, "C'est la vie!".


video

Vídeo 5 - 3 min 48 s - 16,1 Mb



Um comentário:

  1. Parabens pelo blog é muito informativo. vivemos em uma sociedade ipocrita en que as pessoas não se sentem confiante para conversar sobre sexo e acabam criando um bloqueio deixando de realisar seus desejos e se tornando infelizes.

    ResponderExcluir