O que você achou desta postagem?

domingo, 3 de março de 2013

Aquele volume marcante - Parte 2

AQUELE VOLUME MARCANTE


Há uma teoria de que o tamanho dos dedos das mãos guardam relação com o tamanho do pau. Dobra-se o dedo médio até que ele toca a região central da palma da mão, então a distância deste ponto até a ponta do dedo médio é o tamanho do pau do cara. Não sei se isso funciona, acho melhor me guiar pelo que revela a silhueta da mala saliente na roupa do cara, mesmo meia-bomba já dá um belo indicativo de que tamanho o caralho dele é.


CARROSSEL



video

Vídeo 1 - 1 min 5 s - 2,9 Mb

Já tive a informação que o tamanho do sapato ou tênis do cara é um indicativo do tamanho do seu pau. A ideia aqui é que o corpo de um homem guarda proporções entre as suas parte, de modo que se o pé é grande, o pau é grande. A realidade nem sempre comprova isso, alguns homens com pé "normal" e com seu pau meia-bomba que a gente vê aparecendo na roupa podem já estar no seu tamanho máximo, e podem crescer o pau mais ainda do que um cara com pé grande.









video

Vídeo 2 - 2 min 40 s - 7,2 Mb

Alguns homens se vestem de forma a deixar marcada a silhueta do pau na roupa como uma forma de exibicionismo consciente uma vez que sentem prazer, sentem satisfação perversa em mostrar insinuantemente o seu pau. E geralmente quando esse homem é gay essa exibição da sua genitália encoberta é destinada a ser vista por outros homens, sejam estes gays ou não.









video

Vídeo 3 - 2 min 7 s - 5,4 Mb

É uma sorte, um prêmio, esbarrar em um local público com um homem com o volume marcando a roupa. O melhor a fazer é olhar a cena com naturalidade, dar uma olhada disfarçada e ir aproveitando para gravar na imaginação de modo que fique inesquecível. Mas eu sei que mulheres fazem isso com mais discrição, nós gays ficamos tão atordoados com uma proeminência aparecendo na região da braguilha de um cara que quase não conseguimos disfarçar nosso contentamento e deleite.









video

Vídeo 4 - 1 min 6 s - 2,8 Mb

Quando eu estou na praia e eu vejo um cara com uma saliência na sunga me dá um sentimento de querer voar feito uma borboleta feliz a bailar pelo ar mas depois tenho que voltar para o solo para poder olhar e olhar mais uma vez a maravilhosa proeminência na sunga do cara. E quando o cara está voltando do banho de mar, a sunga fica mais colante ou então se ele está jogando vôlei de praia e o pau e o saco ficam balançando na sunga, que prazer me dá.











2 comentários:

  1. Há muito tempo, no trenzinho do Corcovado muito cheio, na descida, fiquei em pé, apertado no meio de uma multidão. Um rapaz relava o jeans na minha calça social. Pinto com pinto, fomos ficando excitados, envergonhados e sem encarar.A minha respiração e a dele, a medida que o solavanco do trenzinho ía se repetindo, ficava cada vez mais arfante. Até que gozei. Duro foi a hora que o povo começou a descer. Qu com a minha calça beje toda esporrada. A porra, com o calor dos corpos e a temperatura do Rio de Janeiro já secara e além de a calça parecer que estava mijada a mancha secara e colara aos meus pentelhos e pelos das coxas. Ainda bem que não tinha conhecido por perto. E o que me causou o gozo desapareceu na multidão.
    Rosalvo Cortez

    ResponderExcluir
  2. Whatz pros modelos ai das fotos 086999511517

    ResponderExcluir