O que você achou desta postagem?

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Fanatismo



Fagner é um famoso cantor do Brasil, muito querido e respeitado. Em 2007, posteriormente ao lançamento de seu trigésimo quarto CD, Fagner deu uma entrevista ao jornalista Valmir Moratelli da REVISTA QUEM. Nesta entrevista Fagner assumiu que já teve relacionamentos com homens, mas não se considera bissexual e ele deixou claro que não gosta de rótulos. Durante a entrevista Fagner relatou algumas experiências de envolvimentos com fãs homens:

video

"A situação mais incrível que aconteceu com um fã foi quando estava cantando no Canecão, há dez anos. Estava de olhos fechados e um homem subiu no palco e me deu um beijo na boca. Vejo esse tipo de assédio masculino como uma coisa natural. É um sentimento como qualquer outro."

video

Questionado pelo repórter se já teve alguma relação homossexual, o cantor simplesmente respondeu:
"Que tenha abalado as estruturas, não. O que eu digo é que nunca me aconteceu uma relação desse tipo que pudesse gerar alguma coisa para valer, que valha a pena dizer."

"Faltou oportunidade, mas, se um dia acontecer... Ninguém sabe o amanhã. Não estou fechado para nada que a vida reserva. Não vou falar ‘não pode’. Deixa rolar."

"Não gosto dessas denominações. Sexo é diferente de amor. É uma coisa livre. Se for para acontecer, que seja assim. Entre homens e mulheres, prefiro mulheres. Mas das boas."
video

Ele declarou ao repórter que é um homem que amou bastante todo tipo de pessoa, um homem que considera que amor é complemento do sexo e que toda forma de amor vale a pena. Sei tanto dar quanto receber. Mas a sexualidade de Fagner não é o assunto desta postagem. Em 1982 Fagner lançou o álbum "SORRISO NOVO" onde apresentou a música Fanatismo sobre um poema de Florbela Espanca.

video

Fagner acrescentou na música uma frase que não faz parte da poesia original de Florbela Espanca. Ao final da música ele acrescentou um trecho da música de Roberto Carlos chamada "Meu Querido, Meu Velho, Meu Amigo": "Eu já te falei de tudo, mas tudo isto é pouco diante do que sinto".

video

Fanatismo é um soneto (dois quartetos e dois tercetos) publicado pela primeira vez no “Livro de Sóror Saudade”, uma coletânea de 36 sonetos, editado em janeiro de 1923, cuja primeira edição de 200 livros esgotou-se rapidamente.

video

FLORBELA DE ALMA CONCEIÇÃO ESPANCA, (1894-1930), nasceu em Vila Viçosa e faleceu tragicamente em Matosinhos - Portugal: cometeu suicídio ainda jovem, no dia do seu aniversário, 8 de dezembro.

video

Seus poemas falam da dor e do amor. Era uma mulher à frente do seu tempo, uma precursora do feminismo em Portugal. Ser poeta, para Florbela "é ser mais alto, é ser maior dos que os homens..."

video


Minha alma de sonhar-te, anda perdida
Meus olhos andam cegos de te ver
Não és sequer a razão do meu viver
Pois que tu és já toda minha vida

Não vejo nada assim, enlouquecida,
Passo no mundo meu amor a ler
O misterioso livro do teu ser,
A mesma história tantas vezes lida

"Tudo no mundo é frágil, tudo passa..."
Quando me dizem isso toda a graça
Tua boca divina fala em mim

E olhos postos em ti, digo de rastros:
"Podem voar mundos, morrer astros
Que tu és como um Deus, princípio e fim."

Eu já te falei de tudo, mas tudo isto é pouco
diante do que sinto.


Eu não gosto de JILÓ nem por isso bato nele...
Se você não gosta de gay, não precisa bater...
é só não comer!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário