terça-feira, 11 de setembro de 2012

Outro tijolo no muro - Parte 1


OUTRO TIJOLO NO MURO

Esta é uma postagem sobre quanto material de construção é necessário para erguer uma parede de alvenaria. O título é uma referência à musica "Another brick in the wall", de Pink Floyd.


Pois bem, serei um tipo de professor tentando esclarecer a dúvida de um cara que conheci domingo na sauna. Aliás, não chupei nenhuma rola e, aborrecido e deprimido, acabei tendo um surto de Herpes labial.


É complicado quando a gente depara-se com ter que mandar erguer uma parede, que por si já é algo chato devido a sujeira que acaba fazendo. Mas o pior é não termos a menor ideia de quanto material e quanto dinheiro vamos gastar.


Deixar para o pedreiro dizer a quantidade de material não é aconselhável, mas a gente acaba confiando e delegando ao pedreiro a tarefa de dizer quanto material precisa. Só que geralmente eles não costumam acertar, ora faltando, ora sobrando.


As medidas da parede apresentadas estão em conformidade com a parede a ser construída na casa desse cara com quem conversei na sauna. Evidentemente a maneira de calcular é a mesma, você pode mudar os valores das dimensões a fim de ajustar à sua realidade.


Algumas especificações são particulares e você não poderá mudar. Por exemplo, é uma parede interna de uma casa, de modo que esses cálculos não se aplicam a uma parede que tenha um lado exposto para o lado de fora da casa.


Em uma casa a parede é suportada por uma estrutura de fundação. Se você mora em apartamento e quer erguer uma parede, cuidado!Você só pode erguer uma parede em um apartamento se houver uma viga para suportar o peso da parede.


Importante ressaltar que você deve entender que estou dando apenas uma referência, uma ilustração, um exemplo no que tange ao consumo de material e dinheiro que você vai gastar. Quando construir, você deve ter um profissional responsável pela obra.


A primeira coisa a fazer é medir a parede. Vamos chamar a altura de "H" e o comprimento de "C". Neste exemplo:
H  = 2,80m
C  = 2,30m
Com esses dados podemos saber a área de uma face da parede, que chamaremos por "A":

(1)   A = H x C
           = 2,80m x 2,30m = 6,44m2


Escolhemos o tijolo furado de 8 furos porque ele se presta bem ao uso de vedação. Mas poderia ter sido escolhido o tijolo cerâmico maciço (tijolo comum) ou o bloco cerâmico.


Tijolo para vedação não permite que se apoio em cima dele viga, laje ou telhado, portanto, apenas é de vedação. Vamos calcular a quantidade de tijolos, antes vamos dar nomes às medidas dos lados do tijolo.
a  = 9cm = 0,09m
b  = 29cm = 0,29m
c  =19cm = 0,19m

A espessura das juntas "j" é adotada em 1,5cm onde junta ou rejunte são os nomes que se dá aquela argamassa que vai ligar um tijolo ao outro. A técnica manda colocar a massa em cada tijolo numa das laterais e acima do tijolo. Portanto:
j  = 0,015m
Como estamos assentando os tijolos uns em pé sobre os outros deve-se acrescentar a espessura "j" às dimensões "b" e "c". Se quiser assentar "à chato"(tijolo deitado) acrescente "j" em "a" e "b". Assim já podemos calcular a área de 1 tijolo, que chamaremos de "A-1tij".


(2)  A-1tij  = (b + j)  x (c + j)
                  = (0,29 + 0,015) x (0,19 + 0,015) = 0,305m x  0,205 = 0,063m2

Obtivemos, assim, a área de um tijolo incluindo a área do rejunte. A quantidade de tijolos "Q-tij" consumida vai ser calculada usando os valores (1) e (2) determinados anteriormente:

(3)  Q-tij  = ( A  / A-1tij )  + perdas
               = (6,44 / 0,063) + perdas = 102,2 + 10% = 102,2 + 10,2 = 112,4 ~ 113 tijolos

É recomendável acrescentar 10% à mais na quantidade de tijolos para cobrir as eventuais perdas.


Passamos agora para a determinação da quantidade de argamassa usada no assentamento destes 169 tijolos, porém o faremos em duas etapas. Primeiramente saberemos a quantidade de argamassa necessária para fazer o rejunte (a massa que une os tijolos) e em seguida a quantidade de argamassa necessária para fazer o reboco (a massa que faz o acabamento da parede).


Vamos achar o consumo de argamassa do rejunte, ou também chamada argamassa de assentamento. Para achar a área dos tijolos sem as juntas (A-1tji sem juntas) usaremos as medidas "b" e "c". Ignore a medida da profundidade "b" do tijolo. No caso do assentamento ser "à chato" (tijolo deitado) use os valores de "a" e "b".

(4)   A-1tij sem juntas  = b  x  c
     = 0,29m x 0,19m =  0,0551m2

A quantidade de tijolos por m2 (Qtij por m2) usa o valor obtido em (4):

(5)   Qtij por m2 = 1 / A-1tij
                    = 1 / 0,0551 =  18,2  ~  19 tijolos por m2



Agora vamos calcular a quantidade de argamassa de assentamento (Varg-assent) gasta. Na fórmula mostrada abaixo "j" é a espessura do rejunte, adotado em 1,5cm, e "a" e "c" são as medidas do tijolo, respectivamente 9cm e 19cm. A quantidade de tijolos (Qtij) você encontra no item (3).

(6)  Varg-assent = Qtij x  ( a + c)   x   j
                = 113 x  (0,09 + 0,19) x 0,015 = 113 x 0,28 x 0,015= 0,4746 ~ 0,48m3


Uma boa argamassa de assentamento leva cimento, cal e areia na proporção 1:2:8 Este traço (o mesmo que proporção) tem 1 parte de cimento, 2 partes de cal e 8 partes de areia. Cada tipo de aplicação tem um traço preferido, de modo que para assentamento de tijolos jurados este é um bom traço.


Com o volume de argamassa de assentamento (Varg-assent) que obtivemos no item (6) é momento de descobrir quanto de cimento, cal e areia devemos gastar. A soma dos valores do traço 1:2:8 é igual a 11, ou seja, 1 + 2 + 8 = 11. Isto significa que no total de 11 partes de material, gasta-se uma parte de cimento:

Partes de cimento = 1
Total de partes = 11

Vcim-assent-volume  = Varg-assent x (Partes de cimento /  Total de partes)
                = 0,48 x ( 1 / 11) = 0,0436m3 ~ 0,05m3


Sabendo que o peso específico do cimento é igual a 1200kg/m3 temos condições de saber qual o gasto do cimento, em quilos:

Vcim-assent-peso = Vcim-assent-volume x peso específico do cimento
                     = 0,044 x 1200 = 52,8kg  ~ 53kg


Para descobrir o volume de cal gasto no assentamento (Vcal-assent). Como o traço é 1:2:8 significa que gasta-se 2 partes de cal para cada quantidade de cimento. Ora, isto significa que basta pegar o volume de cimento de assentamento e multiplicar pela quantidade de partes de cal.

Vcal-assent-volume  = Vcim-assent-volume x Partes de cal
                                  = 0,044 x 2 = 0,09m3

Sabendo que o peso específico da cal é igual a 1700kg/m3 temos condições de saber qual o gasto de cal, em quilos:
Vcal-assent-peso = Vcal-assent-volume x peso específico da cal
                           = 0,088 x 1700 = 149,6kg  ~ 150kg



Para descobrir o volume de areia média gasta no assentamento (Vareia-assent). Como o traço é 1:2:8 significa que gasta-se 8 partes de areia média para cada quantidade de cimento. Ora, isto significa que basta pegar o volume de cimento de assentamento e multiplicar pela quantidade de partes de areia.

Vareia-assent-volume  Vcim-assent-volume x Partes de areia
                                  = 0,044 x 8 = 0,35m3

Sabendo que o peso específico da areia média é igual a 1500kg/m3 temos condições de saber qual o gasto de areia, em quilos:

Vareia-assent-peso = Vareia-assent-volume x peso específico da areia média
                           = 0,352 x 1500 = 528kg


Resumindo, o consumo de material para fazer a argamassa de assentamento é de:
  • Cimento:  0,05m3 = 53kg
  • Cal:  0,09m3 = 150kg
  • Areia média:  0,35m3 = 528kg

Lembrando que essa quantidade dá pra assentar 267 tijolos furados de 11,5x19x19, numa parede interna de 2,30m de comprimento por 2,80m de altura. Fica faltando apresentar o restante dos cálculos, o que farei numa próxima postagem. Até lá. Abraços.


Nenhum comentário:

Postar um comentário