O que você achou desta postagem?

domingo, 19 de agosto de 2012

Tomando Revatio

TOMANDO REVATIO

O laboratório Pfizer colocou à venda o REVATIO em 2005, uns 6 anos após Viagra, que também é da Pfizer. Revatio tem como princípio ativo o sildenafil, portanto, é um medicamento similiar ao Viagra. Recentemente foi descoberto que o sidenafil ajuda a minorar o problema de falta de ar que, por exemplo, jogador de futebol brasileiro sente em estádios como o Estádio Libertador Simón Bolivar, de La Paz, a 3.640 m.


Uma outra particularidade a respeito do Revatio, como também, o Viagra, é que quando usado para fim recreacional, isto é, quando não existe impotência, não se observa aumento significativo no comprimento e na grossura do pênis. Mas certamente há uma significativa diminuição do tempo para acontecer uma nova ereção depois que o homem ejacula.


Depois que o homem ejacula é natural que o pênis fique supersensível e ao ser tocado produz uma sensação desagradável, quase uma dor. Este momento é conhecido como "período reflatário", no qual não é possível acontecer ereção. Tem homens que o período reflatário é de minutos, mas outros homens chega a ser de horas ou dias.


O princípio ativo sildenafil presente no Revatio diminui o período reflatário de modo que um homem de 18 anos tem o período reflatário de uns 15 minutos. Em geral os homens tem como tempo médio de período reflatário de 30 minutos. A ereção volta passado o período reflatário porém a ejaculação pode não acontecer, isto significa que o Revatio retarda a nova ejaculação.


Pode-se fazer a ingestão moderada de bebida alcoólica junto com o Revatio, não vai aumentar os efeitos adversos que as pílulas para impotência causam, mas é melhor ir com moderação com as bebidas alcoólicas porque o álcool por si mesmo reduz o desempenho sexual do homem. Ficando num pouquinho só (de vinho, cerveja ou outra bebida) é até bom pra descontrair e animar os parceiros.


O Revatio é usado por alguns homens que cheiram pó, fumam maconha e tomam comprimidos de extasy.  Um conhecido efeito colateral dessas substâncias é diminuir ou impedir a ereção. O coquetel de extasy com Revatio/Viagra é chamado de "rockin and rollin". Uma forma de unir o útil (o sexo) ao agradável (a droga)?


Revatio é vendido apenas em 20mg em embalagens com 30 ou 90 comprimidos, evidentemente que nessas quantidades o preço a ser pago é elevado. A dose recomendada é de 3 comprimidos por ao dia, tomados a cada 6 a 8 horas aproximadamente, com ou sem alimentos, por via oral.


Uma caixa de 90 comprimidos custa cerca de R$2.540 e considerando o câmbio de 1 real = 0,495 dólares, custam US$1.258. A ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária publicou em 2010 os preços internacionais do Revatio e o Brasil vendia o Revatio mais barato no mundo. Nessa ocasião o Revatio mais caro era o dos Estados Unidos, o dobro do preço cobrado no Brasil.


Não é, portanto, pelo seu preço, um medicamento para impotência acessível para qualquer um. Para ficar com o pênis duro não vou querer ficar também duro de dinheiro. Além do que não deve ser tomado por soropositivos e nem por quem tiver micoses fúngicas. Tô fora de usar Revatio, já que vez ou outra me sujeito a pegar micose em piscinas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário