quinta-feira, 19 de julho de 2012

Chuva dourada

Meu mijo está parecendo Fanta, isto porque eu tive intoxificação alimentar. Tudo começou no sábado quando eu recebi visitas em casa e me pareceu melhor pedir uma pizza numa pizzaria nova que abriu no bairro vizinho ao meu. Anteriormente eu costumava pedir pizzas num local a uns 4 quilômetros, que era a pizzaria mais perto. Mudar de pizzaria, enfim, não foi uma boa ideia.

video






Pedi uma pizza e no telefone me atenderam bem e até ai eu pensei que era só alegria. Só que quando o motoqueiro chegou já não custava mais 31 reais e sim 36. Desistir e mandar voltar com a pizza é coisa que eu não faço e assim eu falei pro motoqueiro que o preço estava errado e ele me disse que não podia fazer nada. Não, na verdade ele me disse que se eu não ficasse com o refrigerante de dois litros (que a atendente disse que vinha de graça) o preço cairia 3 reais.

video







Eu paguei ao motoqueiro os 36 reais, sob reclamação, educadamente, porque eu sou do tipo de gay que só roda a baiana nas últimas circunstâncias, além do mais considerei que receberia alguma boa explicação da atendente pra o fato de me enviar a pizza custando mais caro. Entrei na sala e disse a pizza chegou e contei o que tinha acontecido, até que serviu pra animar a noite. Eram 7 e maia da noite e um frio danado. E peguei o telefone e liguei pra pizzaria.

video






A pessoa que me atendeu era diferente da quem me tinha vendido, pedi pra chamar. Cumprimentei dizendo boa noite tudo bem e em seguida disse o que tinha acontecido. Ela (era uma mulher) me disse que tinha errado ao me dar o preço e ai eu disse que o combinado entre mim e ela foi 31 reais e se errou o preço ela tinha que arcar como custo do seu erro, e não eu, o cliente. Ela disse-me que não pois errar é humano.

video






Eu fiquei surpreso com a explicação dela para a cobrança incorreta da pizza e mais ainda surpreso com a cara de pau dela justificar-se dizendo que errar é humano. Simplesmente respondi concordo e acrescentei que não ia mais pedir pizza com ela. Ela desligou o telefone na minha cara. E eu que pensei que já tivera suficiente surpresa naquela noite! Concordamos na mesa enquanto a gente comia a pizza que tem gente que não serve pra ser empreendedor.

video






Ficamos reunidos os amigos conversando, comendo pizza e bebendo cerveja, sendo que o refrigerante de 2 litros que era pra ter sido de graça foi pra geladeira. Quando soou umas 11 horas da noite um dos meus convidados foi embora e o outro ficou uma vez que mora no interior. Fomos dormir (separados, somos amigos!) e no outro dia, domingo de manhâ, ele me disse bom dia mas eu disse que não ia ser um bom dia já que eu estava passando mal.

video






Eu tinha acordado às 9 e meia da manhã que é o momento que ele veio me desejar bom dia e continuei deitado e meu amigo se virou fazendo café da manhã e cuidando de tudo, até fazendo o almoço. Só me levantei pra dar uma mijada e meu mijo estava escuro, pensei comigo somatizei. Pra você entender é o seguinte: toda vez que me aborreço ou pico pê da vida com algo ou alguém acaba me acontecendo alguma doença ou mal estar.

video






Se eu externalizasse meu aborrecimento ou contrariedade eu não ficava somatizando mas por alguma conveniência eu prefiro não atacar com palavras quem me aborrece ou constrange. Deixo pra lá o mal que me fazem e geralmente depois deu relevar eu somatizo. Se eu fosse do tipo de cara que xinga ("vai pra puta queopariu") ou que confronta ou desafia eu não ficaria somatizando. Como me acho um cara educado e da paz, ficar doente parece que é a solução que eu encontro pra botar pra fora o sapo que engoli.

video






Vomitei, fiquei na cama o tempo todo sentindo-me muito mal e por fim, lá pelas seis e meia da noite eu desisti de aguentar a dor e disse ao meu amigo que eu tinha que ir para o pronto-socorro. Chamamos um táxi e eu vesti uma calça e camisa sobre o pijama e chegamos no pronto-socorro que tem convênio com meu plano de saúde, por sinal, fica no outro lado da cidade. O médico confirmou que era um caso de intoxificação alimentar.

video






O médico ainda me receitou uns 3 remédios que teria que comprar e pediu a uma enfermeira que me aplicasse soro. Saímos, eu e meu amigo, umas 2 horas depois, eu enfraquecido e enjoado, meu amigo com toda a boa vontade, tanto que me disse que não iria viajar para o interior domingo à noite, como pretendia, iria ficar para cuidar de mim. Pegamos um táxi e fomos para o centro de Belo Horizonte, achar uma farmácia pra comprar meus remédios.

video






Depois que cheguei em casa fui pra cama e meu amigo fez um suco de laranja pra mim e depois um chá de camomila. Lá pelas quatro da tarde de domingo eu levantei e ele resolveu não ir pro interior nem trabalhar na segunda-feira. Fiquei agradecido pelo apoio e disponibilidade dele, isso é que é uma amizade verdadeira. Se não tivesse feito também seria meu grande amigo, da mesma forma. Até hoje estou meio fraco e o médico ainda me disse na consulta que peguei gastrite, então tomo os remédios e vou melhorando aos poucos.

video






Meu mijo está claro, bem diferente do que estava antes, cor de Fanta, foi clareando aos poucos. Entrei na Internet e procurei a vigilância sanitária e fiz uma queixa online contra a pizzaria, acho que foi uma irresponsabilidade muito grande o que fizeram comigo e com não sei quem mais. Como dizia Cazuza, o meu prazer agora é risco de vida. Mas nós gays somos fortes, não vai ser por pouca coisa que a gente vai perder o brilho!!!


video

2 comentários:

  1. Melhoras, querido!

    "Mas nós gays somos fortes, não vai ser por pouca coisa que a gente vai perder o brilho!!" hehe

    ResponderExcluir
  2. Eu n to acreditando q perdi meu tempo lendo isso!!!!! Pobre da atendente.tu somtiza, so tu passa mau e a culpa eh da pizzaria???

    ResponderExcluir