terça-feira, 5 de junho de 2012

Hachiko

Hachiko é um cachorro especial e sua história foi levada para o cinema em duas produções, uma em 1987 feita no Japão (HACHIKÔ MONOGATARI) e outra em 2009 (HACHIKO: A DOG'S STORY), feita nos Estados Unidos da América (USA). No gênero drama o filme trata da lealdade de um cão ao seu dono, enquanto ele estava vivo e por nove anos após a morte de seu dono.

 Foto de Hachiko e de sua estátua

Hachiko não é nome de gente, é até um nome estranho para um cachorro. É que ele foi o oitavo filhotinho a nascer e "hachi" quer dizer oito em japonês. "Ko" quer dizer duque, um título de nobreza. Portanto Hachiko traduzindo pra o português significa Duque Oito. Hachiko pronuncia-se raxicô.


Cartaz do filme Hachiko no Brasil
 
Cartaz do filme Hachiko na China



Cartaz do filme Hachiko na Espanha


Normalmente em vários países o filme dos USA ficou chamado Hachiko mas no Brasil foi entitulado "Sempre ao seu lado". Eu nunca deixo de me surpreender com a escolha da versão brasileira de títulos de filmes de cinema! Por que não simplificar, gente, deixando com o título original, dá pra alguém explicar o que se passa na cabeça de quem tem poder de decidir o nome?

Hachikô Monogatari trailer

Eu não consegui encontrar o primeiro filme (Hachikô Monogatari) mas assisti ao "Sempre ao seu lado", que é ótimo, mas pelo trailer acho que o filme feito no Japão é mais bonito. O que se perdeu no segundo filme foi ambientar a história em Nova Iorque numa época contemporânea, embora teve o mérito de manter o cachorro na mesma raça, raça Akita.


Cartaz do filme Hachiko na Holandal
 Cartaz do filme Hachiko na Alemanha


Ambos os filmes não tiveram a participação do Hachiko mas cães da mesma raça, isto porque Hachiko morreu em 1935 e os filmes são de1987 e 2009. Hachiko nasceu em 1923 na cidade de Odate. Embora Odate não seja um local turístico recebe visitantes que desejam conhecer o lugar onde Hachiko nasceu.


O AEROPORTO ODATE-NOSHIRO está numa cidade visinha a uma distância de 26,2 quilômetros do centro da cidade de Odate, uns 51 minutos de carro. De transporte coletivo dura 1 hora. Para saber o percurso, o GOOGLE MAPS é uma ferramenta que ajuda muito. Basta você digitar no box Kita-Akita Japan e, depois que carregar, abrir a lateral esquerda do mapa e colocar início Odate e destino Odate-Nashiro Airport Kita-Akita Japan.




No site NAVITIME é fácil conseguir o trajeto entre Odate e o aeroporto Odate-Noshiro que fica na cidade de Kita-Akita. Deste aeroporto até Tóquio, uma distância de 518 quilômetros. De Belo Horizonte, minha cidade, até a cidade do Rio de Janeiro tem 445 quilômetros, gasta 1 hora de avião. Entre Odate-Noshiro e o Aeroporto Internacional de Tóquio gasta-se 1 hora e 10 minutos.


Estação de trem de Shibuya, em Tóquio, como ela era na época de Hashiko
(Fonte: WIKIPEDIA)


Os voos que saem de Tóquio para Odate-Noshiro estão disponibilizados no site FLIGHTMAPPER. De Tóquio tem saídas diárias non-stop às 8h55 e e às 16h em Airbtus A320 ou Boing 737. Hashiko nasceu em 1923 mas ficou sendo animal de estimação de HIDESABURO UENO em 1924, ocasião na qual seu dono tinha mais de 52 anos de idade.


Foto de Hachiko em 1932


Até maio de 1925 Hachiko ia junto e depois esperava a volta do seu dono em frente da estação de trem de Shibuya. Seu dono teve um derrame cerebral enquanto dava aula na Imperial University e a partir de maio de 1925 até março de 1935 Hachiko ia até a estação de trem esperar seu dono (ele provavelmente não entendia que tinha morrido). E olha que era todo dia, até nos dias frios de inverno.


Foto de Hachiko com uma orelha que não fica mais em pé
devido a briga com cães de rua


Todo dia 8 de abril é feita uma celebração em frente à estação de trem de Shibuya em memória de Hachiko. Não sei o porquê de ser 8 de abril se ele morreu em 8 de março, mas tudo bem. Eu adoraria do fundo do meu coração estar presente, queira o Universo me dar recursos financeiros para ir ao Japão pra fazer a minha homenagem a Hachiko. 


Hachiko teve seu corpo trabalhado em taxidermia para
ser mostrado no NATIONAL MUSEUM OF NATURE AND SCIENCE
do bairro de Ueno, Tóquio (Fonte: WIKIPEDIA)


Bom espero que você assista o filme e depois convide outras pessoas para assistirem. O melhor amigo do homem agradece. Vou colocar algumas cenas do filme, só pra dar uma palhinha e te convencer a ver o filme. Você sabia que é costume no Japão quando nasce uma criança os pais recebem uma pequena estátua de um Akita, auspiciando saúde, boa sorte e longegidade?


Primeira cena do filme Sempre ao seu lado


Cena do filme Sempre ao seu lado quando Hachiko
sai da casa de cachorro na qual viajou desde o Japão


Cena de Sempre ao seu lado com Hachiko sendo ensinado
a pegar bola


Cena de Sempre ao seu lado com Hachiko
esperando seu dono pela primeira vez na estação de trem


Outra cena de Hachiko com seu dono na estação de trem,
do filme Sempre ao seu lado

Os cães Akita (no Japão a raça Akita é pronunciada ákita, enquanto no ocidente diz-se akíta) são muito dóceis e por isso são usados em terapias de reabilitação e de fisioterapia, mas podem ser temperamentais às vezes de modo que não devem ser deixados sozinhos com crianças pequenas (incrível como crianças pequenas conseguem atormentar animais de estimação!...).

A avenida em frente da estação de trem de Shibuya tem
a faixa de passagem de pedestre considerada com a maior quantidade de
gente atravessando no mundo

O que acontece com o Akita é que ele deve ser instruído a se submeter aos humanos, caso contrário ele tenderá a ser um cão possessivo, chegando ao ponto de exigir que as pessoas só comam depois que ele coma, ou seja, o Akita poderá agredir as pessoas que fizerem refeição antes de ele ter comido a refeição dele. Algumas mães japonesas, que tem Akita bem treinado, saem de casa e deixam o cão cuidando e vigiando as crianças.

Este ponto de travessia é chamado de Hachiko Crossing,
bairro de Shibuya, Tóquio

Por ai você percebe que é um cão que tem personalidade. E muita lealdade, contudo, essa lealdade é aprendida com técnica devida contornando que o cão Akita se mostra muitas vezes desinteressado, na dele, evitando mudanças. Uma vez o Akita aprender que faz parte da família e qual é o seu papel, será profundamente ligado a ela. 

Hachiko (não o verdadeiro) e o Sr. Ueno (não o verdadeiro)
no filme Hachiko Monogatari

Interessante é que o Akita faz ruídos vocais mas ele não é um cão com um latido notável e não costuma latir em demasia. No filme japonês o papel do Sr. Ueno foi feito pelo ator Tatsuya Nakadai que estava com uns 54 a 55 anos de idade, portanto, praticamente a mesma idade do Sr. Ueno verdadeiro.

Cartaz lançado no Japão do filme Hachiko Monogatari

O Japão tem uma indústria cinematográfica forte, você pode conhecer no site MOTION PICTURES PRODUCERS ASSOCIATION a produção de filmes no período 1955 a 1999. Em 1955 os japoneses assistiam no cinema 65% de filmes feitos no Japão, sendo que em 1999 assistiam 32% de filmes feitos no Japão. Quando Hachiko Monogatari foi filmado a proporção era de 50%. Em 2011 nas suas 3.339 salas de cinema 55% dos filmes eram feitos no Japão. 

 Estátua de Hachiko no bairro de Shibuya, em Tóquio

É isto ai, obrigado a você pela sua visita ao meu blog!

Nenhum comentário:

Postar um comentário