quinta-feira, 22 de março de 2012

Ângulo da ereção - Parte 2

Você está acessando a continuação de uma postagem feita em 20 de março de 2012 sobre o ângulo de ereção do pênis. Pesquisadores analisaram o ângulo que o pênis faz relação ao estado do pênis flácido apontando para o chão. Estabeleceram para fins de análise seis possibilidades de ângulos:

  • de 0 a 30 graus;
  • de 31 a 60 graus;
  • de 61 a 85 graus;
  • de 86 a 95 graus;
  • de 96 a 120 graus; e
  • de 120 a 180 graus.
Os pesquisadores constataram que o pênis ereto pode ficar apontando exatamente para a frente do corpo, bem como pode fazer curva para a esquerda ou para a direita.


Além disso foi constatado que o pênis ereto nem sempre é completamente reto, podendo a partir da metade do comprimento começar a fazer curva para cima ou para baixo.













Você sabia que durante o sono geralmente o homem tem de 5 a 6 ereções e pode passar até 20% do sono com o membro duro? Durante o sono o pênis consegue chegar ao máximo do ângulo de ereção (se a roupa usada para dormir permitir) e a causa disso é que durante o sono o homem não está sobrecarregado pelo estresse do dia-a-dia, pela depressão. Talvez seja o caso de fazer uma massagem relaxante para minimizar a tensão, a ansiedade e o stress e com isso, melhorar a qualidade do ângulo de ereção.











Uma reportagem na REVISTA VEJA HOMEM esclarece que a partir dos 40 anos, com o começo da andropausa, o tendão que liga o pênis ao púbis pode ficar mais frouxo e a ereção já não tem um ângulo tão elevado como aos 30 anos. E aos 50 anos o ângulo da ereção pode estar abaixo da horizontal. 











É normal um pênis ser curvo. Quero dizer, não há nenhuma anomalia física se a curva no pênis for de até 30 graus, para o lado direito ou para o esquerdo. Segundo números da Sociedade Brasileira de Urologia, 0,6% dos homens, ou seja 6 em cada mil homens, tem uma curva para os lados acima dos 30 graus.











Esclarecido então que é normal pênis inclinado em relação à perna pra direita, pra esquerda, pra cima, torto, a angulação do pênis desejada pela maioria dos homens, mas nem sempre é a sua realidade, é aquela  em que o pênis aponta para as "1 ou 2 horas". O problema é que para o passivo, o pênis do ativo sendo muito empinado tende a fazer pressão na lateral do reto, principalmente se a relação sexual for em pé.











Os ativos que tem o pênis com uma curvatura mais acentuada, e geralmente é para a esquerda, devem preferir penetrar numa posição de lado. Nas demais posições o ativo que tem curva no pênis deve ter o cuidado de não pressionar muito a região da bexiga do passivo, já que a curva do seu pênis vai provocar ligeiro incômodo no passivo. Lembrando também que o ativo não tem que se preocupar em alcançar o fundo do reto mesmo porque o reto é mais sensível na entrada.











Vou sair um pouco do foco, apresentar agora algo curioso que achei numa revista online chamada MUNDO ESTRANHO. Você sabe quanto tempo o ativo demora pra ter condições (pau duro) para uma nova penetração? O ativo tem nova ereção em 10 a 15 minutos se ele tem menos de 25 anos. 

  • ativo de 25 a 40 anos: nova ereção em 30 minutos;
  • ativo de 41 a 60 anos: nova ereção em 2 a 6 horas;
  • ativo acima de 61 anos: demora 24 horas para ter nova ereção.











O ângulo de ereção do pênis não prejudica a penetração, salvo se for uma curva muito acentuada. Um outro pesquisador, que por sinal muito famoso, KINSEY, relatou que 87% dos homens entrevistados tinham o pênis ereto apontando para a frente, 10% com curva para a esquerda e os restantes 3% com curva para a direita. Curva aqui deve ser entendida a mudança de direção do pênis a partir do meio do seu comprimento.











Há ângulos de ereção de tudo quanto é jeito, na verdade várias combinações da posição assumida com relação à vertical e com relação à horizontal. Uma outra pesquisa, não científica, feita com Internautas revelou que 26% estavam satisfeitos com a curva do pênis e 22% disseram que não gostavam da curva que seu pênis tem. Já 17% disseram que não se importavam e que nem fazia diferença existir uma curva no seu pênis ereto. E 10% dos homens com curva no pênis disseram que queriam que a curva fosse maior! Os demais 26% dos homens que participaram da enquete disseram que não tinham curva no pênis ereto.











As cuvas que o pênis ereto faz para baixo e para os lados quando está ereto tem uma explicação. São causadas pela pressão que o corpo cavernoso aplica no ligamento que dá suporte ao pênis. Como o corpo cavernoso fica na parte inferior e nas laterais do pênis ele "briga" com o ligamento que fica na parte superior do pênis. 











Um site (em inglês) que apresenta os diversos ângulos de ereção é o SURVEY MONKEY e peço que dê uma olhada, acessando ele fica fácil o entendimento, se é que você ainda não entendeu depois de tudo o que escrevi... Bom, é só! Um forte abraço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário