quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Uggie

Conforme a CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA a raça Jack Russel Terrier  é de cães de pequeno porte. Embora seja uma raça originária da Inglaterra no começo do século XIX e destinada à caça de raposas, foi desenvolvida na Austrália. No WIKIPEDIA - JACK RUSSEL TERRIER o descreve como um cão de uns 25 a 38 centímetros e que chega a pesar de 6 a 8 quilos.

Uggie  (Fonte: IMDB - UGGIE - Photo by Jeff Vespa – © 2012 Jeff Vespa)

Um cão chamado Uggie é um ator famoso do cinema e você pode vê-lo em dois filmes recentes (de 2011), Água para Elefantes e O Artista. Embora seja tão talentoso seu primeiro dono se desfez dele e o mandou para um canil, por achar esse Jack Russel Terrier agitado, irriquieto demais. 


Uggie  (Fonte: IMDB - UGGIE - Photo by Todd Wawrychuk – © 2012 A.M.P.A.S.)


Uggie nasceu em 2002 e seu treinador percebeu que ele era um cachorro inteligente e o apresentou em shows e comerciais de TV nos Estados Unidos da América. No Festival de Cinema de Cannes ele foi merecedor de um grande prêmio, veja a foto a seguir, e poderia também ter ganhado um Oscar, porém não se dá troféu a animais no Oscar.


Uggie  (Fonte: IMDB - UGGIE - Photo by Steve Granitz – © 2012 Steve Granitz)


Seu treinador e dono considera que a sua carreira de artista de cinema acabou, e agora Uggie vice num ambiente familiar de muito amor... ...e descanso. Quem assistiu o filme Água para Elefantes lembra-se do cachorrinho chamado Queenie, aqui na foto abaixo está acompanhando o casal Jacob e Marlena.


Uggie  (Fonte: IMDB - UGGIE - Photo by David James – © 2011 Twentieth Century Fox)


Queenie, cujo significado é rainhazinha em português, é um nome de mulher e assim Uggie faz o papel de uma cachorrinha em Água para Elefantes. Era a cachorrinha do personagem Kinko mas no decorrer do filme torna-se a cachorrinha de estimação de Jacob.


Uggie  (Fonte: WIKIPEDIA - UGGIE - Photo by Steffen Heinz)


Em O Artista Uggie é o personagem Jack, que acabou ganhando o "Palma de Ouro para cães - 2011" por sua estupenda performance. Ainda bem que lhe deram um troféu, afinal não era nenhum novato no cinema uma vez que filmou em 2005 os filmes Cãofusões, What's Up Scarlet e Roqueiros. E em 2006 filmou Mr. Fix It. 



A foto abaixo é de Uggie com 10 anos, bem recente. Aliás Uggie como estrela do cinema teve até dublês no filme O Artista. Dois cães foram pintados para se parecerem mais com Uggie, um dublê chama-se Dash e o outro Dude. 



Uggie tinha três anos quando filmou What's Up Scarlet (em português poderia ser traduzido por Quais as novidades, Scarlet). A personagem que dá nome ao filme, Scarlett , tem quatro cães, um deles é Uggie, e não sei o nome do Uggie neste filme de 2005.




Já no outro filme de 2005 Wassup Rockers (Roqueiros, em português) Uggie não aparece tanto quanto em What's Up Scarlet. 




Em Mr. Fix It (cujo tradução seria Senhor Conserta Tudo) Uggie estava com 4 anos. 




Há um filme feito para a TV chamado LIFE IS RUFF, filme de 2005 que recebeu o nome no Brasil de Cãofusões, no qual Uggie é Tyko, o cachorro de estimação do personagem Calvin . 



Em 18 de janeiro de 2012 Uggie foi indicado a receber o Golden Collar Awards, equivalente ao Oscar, um prêmio destinado a cães que atuam em filmes. Outros três cães também competem e em 13 de fevereiro de 2012 em Los Angeles ouviu-se "And the Golden Collar goes to..." e  resposta foi: Uggie!!!

Uggie em pose ao chegar no Golder Collar Awards
(Photo by Robyn Beck/AFP)

Este lindo e inteligente Terrier é considerado o cachorro mais famoso de Hollywood e é solicitado a aparecer na TV nos Estados Unidos da América, como em programas de transmissão nacional como o "Ellen Show" do canal CBS. Nessa oportundiade Uggie fez skate e fingiu-se de morto após o seu treinador dizer "bang!".


Outros cães ficaram famosos no cinema: 

  • Rin Tin Tin fez 27 filmes (1922-1931);
  • Terry em 1939 atuou com o nome "Toto" em O Mágico de Oz;
  • Lassie  fez 7 filmes (1943-1951);
  • Spike em 1957 atuou como Old Yeller no filme Spike;
  • Chris atuou com o nome "Beethoven" (1992 a ).
Rin Tin Tin (1918)

Sem dúvida, Rin Tin Tin (ainda) é o cachorro-ator mais famoso do mundo. Foi encontrado aos 5 dias de vida num campo de batalha da Primeira Guerra Mundial na França em 15 de setembro de 1918. Saiba mais sobre este herói em RIN TIN TIN. Este site é tocante, você ao lê-lo provavelmente vai chorar ao perceber como este cão fez tanta diferença no mundo.


Toto (1939)


A cachorrinha da raça Cairn Terrier Terry tinha 2 anos quando filmou O Mágico de Oz. Contudo no filme ele era um machinho chamado Toto e com o sucesso do filme Terry teve seu novo trocado definitivamente para Toto. Algo sobre o filme e sobre Toto você encontra em WENDY'S WIZARD OF OZ.

Lassie (1946)

O cão da raça Collie chamado Pal teve que atuar como uma cachorrinha chamada Lassie em seu primeiro filme LASSIE COME HOME, em 1943. Na foto acima Lassie e Elizabeth Taylor no filme "A Coragem de Lassie". Uma curiosidade sobre A Coragem de Lassie: THE TELEGRAFH - ANIMALS WHO DESERVE OSCARS diz que Elizabeth Taylor ganhava 100 dólares por semana para fazer o filme enquanto Lassie ganhava 250 dólares por semana!


Spike (1957)


Já em Meu Melhor Companheiro, nome brasileiro para o filme de Walt Disney intitulado Old Yeller, de 1957, o cachorro de estimação do garoto Travis chama-se Spike, da raça Labrador Retriever. Spike na vida real foi adotado depois de ser encontrado em canil na cidade de Van Nuyz, Califórnia.




Já o cachorro da raça São Bernardo Chris é o animal de confusão, digo estimação, da família Newton, só que já no seu primeiro filme (BEETHOVEN, O MAGNÍFICO) é chamado de Beethoven. Ele vem pra casa fofinho, pequenininho... ...mas com o passar do tempo torna-se um gigante. 




São sete filmes sobre o cachorro Beethoven: Beethoven (1992), Beethoven 2 (1993), Beethoven 3 (1999), Beethoven 4 (2001), Beethoven 5 (2003), Beethoven 6 - também chamado Beethoven Big Break (2008) e Beethoven Christmas Adventure (2011) . Realmente não sei dizer se é o mesmo cachorro em todos os filmes.

Thor

Tenho saudades do meu amado melhor amigo Thor, que me acompanhou por 16 anos e meio. Thor, para mim você é eterno e eu sempre te amarei.

Lion

Tenho saudades também do filho do Thor, o Lion. Meu querido dálmata Lion, amoroso e bagunceiro, meu amorzinho que viveu 5 anos comigo, sei que um Anjo de Luz agora é o seu dono.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Posições para dar o cú - 2

Esta postagem vai interessar mais aos gays (e bissexuais masculinos) iniciantes e aos já acostumados no sexo anal. Mesmo para aqueles que não gostam do sexo anal esta postagem pode unir o útil ao agradável por trazer algumas informações para passivos e ativos sobre como (e não sobre o porquê) fazer o sexo anal.


Ah, você não está interessado? Sugiro visitar outro site com um assunto mais cultural, talvez o YOU TUBE - INCORRUPT BODIES OF THE SAINTS te interesse: você sabia que tem gente que morre e o corpo não se corrompe, isto é, não apodrece nem cheira mal? Contudo, todavia, não obstante eu sinceramente gostaria que você ficasse aqui comigo e se inteirasse do que tenho a dizer sobre sexo anal. Será que eu ouvi um "Adoooooro!!!!" ?


A primeira coisa a dizer sobre sexo anal é que existem inúmeras variantes de posições, mas algumas delas são mais usadas. O sexo anal  mais utilizado e talvez mais fácil de se fazer é na posição "de 4".




Parece ser a posição natural já que quando um ativo fala que vai mandar vara num passivo, este já se coloca instintivamente nesta posição. O passivo sempre fica de joelhos e com a cabeça numa posição mais baixa, talvez mordendo a fronha, e o ativo pode ficar de joelhos, ou em pé ou com um pé na cama e outro no chão.

Posição "de 4"

O ativo na posição "de 4" pode ter certa dificuldade de acertar o seu pau no cú do passivo e para ajudar na mira o ativo pode dar uma flexionada nos seus joelhos para chegar na altura mais baixa, facilitando a penetração.






Se quiser mesmo meter em pé há a solução é levantar a bunda do passivo, ou mandar o passivo abaixar a bunda. O passivo ajuda a fazer isso aproximando os seus joelhos e assim a bunda fica mais alta, ou afastando seus joelhos, assim a bunda fica mais baixa.




Uma meteção parecida é chamada de posição "de cachorrinho". A diferença entre a posição "de 4" para a "de cachorrinho" é que o ativo na posição "de cachorrinho" o ativo mete sem se ajoelhar ou sem ficar em pé atrás do passivo. O ativo se posiciona primeiramente em pé com o passivo entre suas pernas, cada pé ao lado da bunda do passivo, e dando uma abaixada vai metendo a pica no fiofó dele.

Posição "de cachorrinho"



A trepada nestas posições é a que mais permitem ao passivo rebolar na pica. Também permite ao passivo "comer o pau do ativo" que seria o ativo ficar parado e o passivo é que faz o vai-e-vem, e o passivo não fica tão passivo assim na foda. Embora deva-se considerar que a maioria dos ativos é que gosta de fazer o movimento de vai-e-vem já que assim metem no seu ritmo e intensidade.



A posição "de 4" e "de cachorrinho" são do tipo pegada forte na próstata do passivo. Para a próstata do passivo, a grossura do pau do ativo bem como a forma da curvatura do pau do ativo são as duas variáveis que aumentam (ou diminuem) a sensação de prazer. O comprimento do pau seria a terceira variável, mas a grossura e a forma são mais importantes no que se refere ao ativo fazer o passivo "gozar pelo cú".



Sim, é isso que a próstata ajuda a fazer: o passivo gozar pelo cú. A próstata fica a uns 3 a 5 centímetros da entrada do cú, por isso o ativo não precisa se preocupar em meter a vara até o talo dentro da bunda do passivo. Basta o ativo ir friccionando o cacete na "portinha" e com o tempo o passivo começa a sentir prazer ao ter sua próstata estimulada. O passivo pode chegar a ejacular sem ter o pau tocado, num excitamento até superior ao que teria se batesse uma punheta.


Se o passivo for novo no sexo anal ou for do tipo que sente dor muito facilmente, estas posições não são recomendáveis. Mas quem nunca fez sexo anal nestas posições certamente ainda não chegou a uma intimidade intensa e com entrega total. Não que outras posições não permitam também, mas essas posições é que fazem um passivo ser um PASSIVO e um ativo ser um ATIVO.


Chego a conclusão que é por esse motivo que essas posições são as preferidas para iniciar uma foda. Inconscientemente o passivo e o ativo já parte pro sexo anal "de 4" e "de cachorrinho" para cada qual se posicionar no seu papel, isto é, o ativo vai desempenhar papel de ativo e o passivo vai desempenhar o papel de passivo. No mundo todo esta posição é a que é desenhada (parecendo um sinal de trânsito) para indicar sexo anal. 





A segunda posição mais utilizada no sexo anal gay é chamada de "mamãe-e-papai" e também de "missionário". Os próprios nomes da posição são indicativos que trata-se de uma foda familiar, uma posição de sexo anal que respeita a hierarquia, de modo que o ativo mete e o passivo dá. Você percebe que não é uma posição desejável se o passivo deseja participar mais, ele esta ali só pra dar a bunda, e deve se contentar com isso.



A posição "papai-e-mamãe" é por assim dizer a posição para quem quer mostrar humor e atitudes, mais do que tesão. É uma posição sexual, sim, é uma posição sexual. Mas o sexo é usado como recurso para revelação do amor, da intimidade, da cumplicidade.




Pode ser utilizada essa posição sem nada disso? Sim! Mas vai ser uma meia-foda se o que se procura é fudeção doida, se o que se quer é chegar ao limite do sexo. O que acontece é que se o ativo trepar sem passar emoção carinhosa, depois que gozar vai ter que lidar com o fato que o passivo esperava mais do que só receber a vara no cú. 




Sem provavelmente nem ter gozado, o passivo vai ficar achando que macho é algo maior do que metedor e que foi apenas usado. Recomenda-se fazer a posição "mamãe-e-papai" quando quiser que 2 virem 1 só. É evidente que sempre se pode trepar em qualquer posição sem ter nenhum compromisso, trepar só pra relaxar...

video

Contudo, a posição "mamãe-e-papai" permite que os dois homens conversem, se olhem cara a cara, se beijem, estabeleçam uma intimidade "espiritual" durante a foda. Quem quer sexo anal e depois esquecer com quem transou essa posição não é muito boa já que ela sugestiona que os parceiros vão se olhar e falar por mais tempo.







É uma posição aconselhável para quem está amando e usa o sexo anal como uma oportunidade de externar intimidade, proximidade, ir fodendo e cada um exprimindo a sua emoção para o outro e ver que o outro está percebendo o sentimento rolando.





Ai você pode pensar que a posição "papai-e-mamãe" não é prazerosa já que permite extravasar mais sentimentos do que extravasar tesão. Engano. É uma posição que permite ao ativo estimular intensamente a próstata do passivo. No sexo anal o que dá prazer intenso ao passivo é a estimulação da próstata. Na posição "papai-e-mamãe" o ativo tem todas as condições de estimular a próstata do passivo.








Para o passivo geralmente não dá pra sentir muito o contorno do pau dentro do reto na posição "papai-e-mamãe". O passivo sente que está levando rola por sentir a grossura do pau pressionando na entrada do cú e por sentir o pau relando na sua próstata.










A profundidade da penetração só é percebida pelo passivo, pela fricção do pau na entrada do cú, e não na cabeça do pau do ativo no fundo do reto já que nessas profundidades do cú não tem a capacidade de ser sensível ao toque.