quarta-feira, 1 de junho de 2011

Sexo e o Vaticano

Eu ia ao SESI de Betim, uma cidade a cerca de 40 minutos de Belo Horizonte, para tomar sol, nadar e beber umas cervejas. Eu tinha uns 34 a 36 anos na época, não era um garotão mas tinha um corpo conservado, bronzeado, inclusive nessa época acontecia um curso de salva-vidas e eu fazia. 


Não que eu quisesse ser um salva-vidas, eu queria era simplesmente aprender a técnica e me exercitar na piscina. Na vista parcial do SESI Betim acima a seta indica a piscina onde houve o treinamento, durante uma semana, a manhã toda. Bom, eu almoçava no restaurante ali dentro do SESI e depois ficava tomando sol, de sunga. Minhas coisas ficavam guardadas no armário. Numa tarde fiquei sentado debaixo de uma árvore vendo caras jogando na quadra de vôlei e um cara veio na minha direção.


Esta imagem acima é a capa no livro do jornalista italiano Carmelo Abbate, Sex and the Vatican - Viaggio segreto nel regno dei casti. Sexo Vaticano - Viagem secreta no reino dos castos será provavelmente o nome do livro, que não foi publicado ainda em português mas na Itália, onde vive o autor, está na segunda edição. Há sobre este livro uma reportagem na Isto é No. 2.168 de junho/2011.



Me lembrei que eu ia e voltava sozinho, e costumava ficar no SESI sozinho, por isso me senti um pouco constrangido com a presença daquele cara, mas por educação fiquei ouvindo o que ele dizia. E me surpreendi por ele me dar cantada e depois falar que ele era padre numa igreja de uma cidade vizinha de Betim, que eu não vou dizer qual, mesmo passados tantos anos do fato que estou contando agora ter acontecido.


video

Este vídeo obtido na Internet mostra uma cena da orgia do Padre Duarte de Santarém. O padre é o cara gordinho. A Igreja Católica, na pessoa do Bispo de Cajazeiras, soltou nota sobre o fato em 10 de maio de 2009, que ressalvo somente este trecho: "Qualquer notícia envolvendo a vida moral de qualquer padre nos dói profundamente, mostra a parte humana e pecadora dos membros da Igreja, sem tirar sua origem divina e santa (“igreja santa e pecadora”) e nos provoca a todos, que temos fé, a rezar pelos pecadores e pela santificação dos padres. Reprovamos tais fatos e, neste caso concreto, pedimos perdão como Igreja pelo escândalo provocado".



A nota completa saiu no Portal Correio, para o caso de você quiser ler tudo. Eu lendo agora a reportagem que saiu sobre o livro Sex and the Vatican percebo que continuam ocorrendo escândalos de origem sexual na Igreja Católica, principalmente nela. E me lembro também de uma vez que um padre da Igreja Católica em Campinas, SP, foi sacana comigo, isso quando eu tinha uns 22 anos de idade. 



O vídeo acima é sobre um padre assediador em Arapiraca, Alagoas.Se você quiser saber mais sobre o escândalo do Padre Raimundo de Arapiraca, visite o site NT Gospel. Quando eu nem tinha ainda transado com homem, pasmem, eu já tinha 22 anos, eu estava em crise de culpa, fazendo engenharia civil na PUC e me achando estranho, tendo desejos por homens. Fui na igreja fora do horário de missa e procurei o padre. Ele me ouviu, nós dois sentados no banco da igreja, a igreja vazia na parte da tarde. Então ele pegou a minha cabeça e fez que minha cabeça inclinasse até o seu colo. Ele estava sentado e minha cabeça tocou o seu pau duro, me levantei e sai da igreja correndo e... chorando.



Este vídeo acima é com um padre ("frei") que na época estava na Paróquia do Divino Espírito Santo, em Rio do Sul, Santa Catarina. Aqui ao lado de Belo Horizonte tem a cidade de Contagem, que é a segunda maior cidade de Minas Gerais. Um pároco da principal igreja de Contagem (Igreja de São Gonçalo) recebeu um jovem num lugar que parece ser a casa paroquial e durante cerca de 15 minutos, eles praticam sexo oral. O vídeo foi gravado no relógio do adolescente, não tive acesso ao mesmo.


Mas achei essas fotos (acima) sobre o caso. O Padre Paulo Ibrahim disse que era inocente e a população da cidade apoiou ele e quiz que ele continuasse na igreja. Se quiser saber mais veja o que saiu no Jornal Fama. E quero deixar claro e salientar que eu não sigo nenhuma religião, não sou católico, não sou evangélico, não sou do candomblé, nem Seicho-No-Ie, nem Mórmon, nada de nada. Não sou contra religião, nem o contrário.


O Galileo é outro site no qual saiu uma matéria sobre o Padre Silvio Andrei Rodrigues que em 16 de maio de 2010 tentou fazer sexo com um PM e um adolescente. O PM não ligou para a cantada do padre em pleno posto de gasolina, mas quando o padre chegou num adolescente e tentou os finalmente com ele, dois PMs chegaram e prenderam o padre. A Congregação dos Padres Palotinos deseja que sejam assegurados ao padre Silvio Andrei todos os direitos previstos em lei e que ele não seja julgado antecipadamente



Portanto o que está escrito no livro Sex and the Vatican não é algo que nós brasileiros podemos achar estranho, pelo mostrado e pelo que ainda há na Internet e em outras mídias, os padres no Brasil, não todos, com certeza uma minoria, geram escândalos sexuais, também. Não se trata de campanha contra a Igreja Católica, trata-se de expor suas mazelas já que ela mesma faz de tudo para as ocultar. 



Não estou querendo ofender a ninguém, todo o material é da Internet. Vá processar a Internet. Aliás eu tenho uma conhecida de Itabirito e ela quando fica irritada com um cara chato e de cabeça pobre e fechada ela manda o cara tomar no "seus cús". E aproveitando eu gostaria de dizer pra quem se sentir ofendido com o material que está na Internet que vá tomar no seus cús.


No site italiano Panorama há um texto publicado em 22 de julho de 2010 cujo título em português é "As noites dos padres homossexuais" que apresenta as safadezas de três padres italianos: a de Paul, de Carlo e de Luca (os nomes são fictícios para proteger a identidade dos sacerdotes).


Eu sou homossexual e não sou contra homossexual, o que me causa desconforto e revolta e que padres sejam homossexuais se aproveitando da sua ocupação para dar-lhes proteção e respeitabilidade. Acho muita cara de pau padre aproveitar-se da fachada de seriedade e até de santidade do sacerdócio para ocultar o que fazem na cama.


Na verdade é pura hipocrisia, e o que mais ofende é que há omissão senão ocultação por parte da Igreja Católica destes padres safados. Nos Estados Unidos a Igreja Católica teve que indenizar muitas vítimas de padres pedófilos. No Brasil a tendência da Igreja Católica é por "panos quentes" nos casos, transferindo o padre safado para outra paróquia, de preferência bem distante onde ninguém sabe quem é o novo padre.

video

Nesta reportagem da revista italiana Panorama o primeiro padre, Paul, um francês de 35 anos, conheceu o jornalista da revista Panorama numa sexta-feira em uma festa gay em um bairro de Testaccio. Dois garotos de programa (escortes) dançavam seminus com o padre Paul e outros convidados e estes escortes praticaram sexo com alguns padres, também com Charles, que está com idade entre 45 e 50. Detalhe: os padres usam batina quando tem relações sexuais.



Para saber mais sobre como o jornalista se infiltrou no meio desses padres enrustidos clique aqui, você vai ler o depoimento do jornalista contando tudo em detalhes. Use o tradutor do Google ou use direto o navegador Chrome que este já faz automaticamente a tradução do italiano para o português. 


Este vídeo acima é o primeiro de uma série de 4 do documentário de 2006 transmitido no canal de televisão inglês BBC. O documentário chama-se "O Vaticano e os crimes sexuais" e o que mais me chamou a atenção é que o diretor Colm O'Gorman expõe a cumplicidade na Igreja Católica por sua atitude em relação à proteção dos padres pedófilos, em vez de apoiar as crianças abusadas, e o sistemático encobrimento dos escândalos cada vez que um novo caso vem à tona.


O You Tube tem esses vídeos do documentário O Vaticano e os crimes sexuais. O diretor destaca a responsabilidade do então cardeal Joseph Ratzinger na política de cobertura. Essa responsabilidade remonta à promulgação da carta "De Delictis Gravioribu" com a qual permite a Igreja operalizar o encobrimento dos escândalos com maior facilidade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário