sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Cuecas: W For Up

Uma surpresa encontrar cuecas com estampas diferenciadas mas foi o que eu descobri e gostaria de apresentar para você a marca W POR UP, uma confecção do bairro do Brás, em São Paulo. Produz camisetas também, porém vou apresentar aqui as cuecas. Por favor, visite a página da W For Up na Internet para maiores informações. Detalhe: a venda é feita em lojas, não há como comprar no site.



Acho de muito bom gosto o uso de cuecas boxer, e minha escolha é mais para as boxer com estampas ou em cores escuras. Há dois motivos para tal preferência de minha parte: criam um "peso" na região da cintura que contrabalança para quem vê as possíveis gordurinhas na parte exposta da barriga. Também cuecas estampadas ou escuras "escondem" as eventuais manchas causadas pela inevitável urina e restos de cocô, que por mais higiene e cuidados que a gente tem, quando insistem em marcar a cueca causam uma péssima impressão.



Acredito que cuecas boxer, mais que outras como a do tipo slip e mesmo sungão, ajudam a não revelar tanto as coxas mais finas ou menos atléticas. É verdade que as cuecas boxer para quem tem coxas mais firmes e grossas ficam bem, mas pensando melhor, quem tem coxas bonitas e exercitadas, como as de quem pratica esportes (bike, natação, corrida...), ficam bem usando qualquer modelo de cueca. 



Cores lisas de cores intensas, como vermelho, laranja, amarelão e afins ficam bem em pessoas mais morenas, devendo ser usadas com cuidado por pessoas mais claras. Se estas cuecas, inclusive as do tipo boxer, não tem muitos ou nenhum detalhe, como esta vermelha ai de cima, onde o detalhe está na cintura, mas estou me referindo a detalhes na parte do tecido, então há mais possibilidade de aparecer mais os contornos do saco e do pau. Perdoe-me a vulgaridade, corrija para contornos do escroto e do pênis. De modo que se você tem saco e pau que não dão volume, procure fugir deste tipo de cueca, exceto se você nunca exibi-la aos outros, claro.



Mas essas recomendações não são leis imutáveis, é óbvio que você usa o que quiser, quando quiser, para quem quiser ver, é um direito seu. Estou dando estas dicas sobre a escolha e uso de cuecas a fim de melhorar a "gentileza" da pessoa para com quem vai ver a cueca, como o namorado ou admirador. Parto do princípio que a cueca é um elemento do vestuário que diz algo sobre a pessoa, revela quem é a pessoa, ou dizendo de outro modo, quem se interessa para o que os outros pensam, veste-se em acordo com certas indicação da moda.



Se você não tá nem ai com a moda nem se numa possível intimidade você mostra qualquer cueca, então não sei porque está lendo até agora! Você pode até estar coberto de razão por não se preocupar ou perder tempo com qual cueca você usa, afinal tem coisas muito mais importantes no mundo, não é mesmo? Provavelmente quem  transa ou convive com você está mais interessado mesmo no seu corpo, somente, e não nos adereços dentro dele e sobre ele. Uma pessoa assim que já veio perfeita ao mundo realmente não tem que se preocupar com essas bobagens.



Considerando que a indústria da moda íntima masculina disponibiliza no comércio uma variedade imensa de cuecas, penso que o assunto é relevante. Então, supondo que quem fabrica o faz para atender as necessidades dos consumidores, chego a conclusão de que os estilistas estão antenados com o bom gosto e bom senso de certa fatia da população masculina. Se você pensa assim também, ótimo. Usar uma cueca bonita e de qualidade, não desprezando os quesitos conforto, durabilidade e preço, é, na minha modesta opinião, uma obrigação para quem é gay, principalmente.



Nós, homossexuais, inteligentes e se possível com um certo poder aquisitivo, podemos usar cuecas como as da W For Up. Este modelo branco "bordado" e com certa transparência, seria recomendável a pessoas que não tem muitos pelos na bunda e na área genital, uma vez que os pelos "escurecem" a região do corpo. Aliás, o uso de cueca tipo slip por parte de pessoas com muitos pelos pode causar a "fuga" dos pelos pela parte de cima, na cintura. Ou os pelos "fugirem" pelas coxas, ficando os pentelhos dando um alô para fora. Pode ser engraçado, talvez hilário, mas considero isso mais como um desleixo. 



Falando em pelos na área genital masculina, muitos homens gays acham que não é preciso apararem de modo que os pentelhos na área púbica, saco e lateral da coxa ficam crescidos, talvez ásperos e enrolados. Questão de gosto não se discute, quem acha que pentelho é sinal de virilidade ou beleza ou charme, curta seus chumaços de pelos, ora! Porém, em termos de moda, é recomendável aparar os pelos de vez em quando, senão uma única vez na vida. Não estou dizendo cortar com a máquina "zero",  estou falando de dar uma abaixada. Exceto se fazer isso vá, de algum modo, compremeter o charme pessoal. Percebeu que a ideia é sempre acrescentar algo na pessoa, nunca diminuir?



A moda íntima masculina é um artifício que nós gays podemos nos utilizar para dar uma incrementada, uma qualificada, uma apimentada, no nosso visual. E os héteros não? Claro que sim, só que meu blog não se destina aos homens héteros, se bem que se eles curtem meu blog, sejam bem-vindos, mas meu blog tem como público-alvo gays que gostam de ser gays, tem orgulho de ser gays, se importam com a aparência, com a etiqueta, com ter um estilo.



Vou confessar pra vocês que teve uma época que eu, que sou ligado em vestir-me o mais próximo do que se chama vestir-se adequadamente, respeitando as considerações e orientações que a moda impõe, já tive uma fase em que eu usava qualquer cueca. Minhas cuecas lá pelos idos de 1980 eram a branca slip básica, nunca havia usado outro tipo de cueca, como sungão, boxes, trunk, jockstrap. Uma noite eu e "amigas" fomos a um apartamento de uma delas para uma festa, festa esta mais para um encontro de "amigas" mesmo. E num certo momento resolvemos tirar a roupa e ficar só de cueca.


Não era obrigado a tirar a cueca, mas como estava pura diversão, cada um levantava e só de cueca fazia um show de transformismo improvisado, enrolando papel higiênico e papel alumínio e o que achasse, eu meio bêbado resolvi também fazer uma performance. Só depois que acabou, de eu ter me contorcionado e jogado os cabelos (ha ha ha - eu sou careca!) é que eu descobri que eu tinha um risco de bicicleta marcado na minha cueca slip branca. É lógico que as "amigas" riram mais da marca de cocô na minha cueca do que da minha performance.


Este vídeo acima não tem nada a ver com as cuecas da W For Up. Eu achei oportuno publicá-lo aqui por que fala de pessoas "diferentes". Meu blog são para essas pessoas "diferentes", ou seja, gays. Eu admiro alguém que se assume gay, mesmo que intimamente, porque por algum motivo não se quer ou se pode assumir isso para a família, amigos, para a sociedade... Para essas pessoas é que eu escrevi essa "bobagem" sobre cuecas, para que gente gay como você e eu possamos curtir a vida com mais beleza, com mais amor, com mais alegria, com mais verdade! 





A camiseta é da W For UP, fiz a compra numa loja no Shopping Xavantes, em Belo Horizonte. É um shopping popular, ou seja, um empreendimento montado inicialmente para abrirgar os camelôs de rua, mas em um momento posterior tornou-se um local de compras com a Prefeitura de Belo Horizonte orientando os novos empresários a trabalhar de forma legal (sem contrabando). Há uma variedade de camisetas W For Up mas as cuecas só chegarão no começo de fevereiro de 2011. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário