quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Naldo de cueca

Eu estou no video e espero que não tenha mais que ficar dizendo como sou. Dizem que as imagens valem por mil palavras, contudo acrescento que tenho 1m66 de altura, 64 quilos de peso, sou pardo bronzeado, virginiano, passivo na cama mas às vezes ativo, sou sincero, direto, racional, resolvido, independente, ético, não sigo nenhuma religião oficial.

Gosto de nadar, caminhar, correr, ficar junto à natureza, olhar a luz das estrelas à noite, ir à praia (amo!), não fumo, já fumei maconha uma vez só porque estava numa roda com amigos mas definitivamente não tenho vício e não sou preconceituoso à respeito no que diz respeito à vida das pessoas que usam, infelizmente não gosto muito de crianças pois tenho a tendência a me sentir irritado com o comportamento delas (não todas felizmente).

Cuido da minha vida e nunca da vida dos outros -- cuidar da minha já é muito trabalho --, sou declaradamente consumista e procuro trabalhar isso mas é difícil uma vez que um tênis novo ou uma cueca nova fazem eu descontrolar totalmente minhas finanças, gosto de caras másculos de 35 a 55 anos que sejam homossexuais, bissexuais e héteros eu não me envolvo, idem pessoas muito religiosas tipo evangélicas e carismáticas, acabo entrando em conflito com o radicalismo delas.

Não acredito em ressurreição e sim em encarnação uma vez que fomos e seremos muitas vidas, como diz Cazuza o tempo não para, ou como Lulu "como uma onda no mar", depois de uma onda (uma vida) sempre vem outra onda (outra vida). Isso acaba implicando que minha consciência não aceita este "Deus verdadeiro" que está na Bíblia porque ele, para mim de verdadeiro não tem nada. Desde o início, quando criou um paraíso para o homem, e a mulher, colocou no paraíso o mal, ora um Deus não faz isso, devia ter preparado tudo para dar certo, mesmo contando com o livre arbítrio do ser humano, esse "Deus verdadeiro" teria o cuidado de fazer tudo para o homem ser feliz e completo, e não foi isso que aconteceu.

Sei que a história do paraíso é só uma simbologia porém muito danosa para o homem porque o homem achava que Deus tinha feito tudo bem mas tinha um sério problema no paraíso, e a "corda" rebentou pro lado do mais fraco quando o ser humano se deparou com esse problema. Engraçado que Deus podia ter colocado o anjo com a espada flamejante na hora do homem ir na árvore do bem e do mal, mas só mandou o anjo depois que a merda estava feita. Para mim esse Deus da Bíblia é apenas mais um deus, não é o verdadeiro criador do unviverso. É só uma entidade poderosa do mundo astral que se apresentou como Deus, mas não se comportou, como a Bíblia revela, como um verdadeiro Deus. Bom, enfim, é o que eu acredito, você não tem que concordar ou acreditar no que eu acredito, não é mesmo?


Nenhum comentário:

Postar um comentário